SAFRA BAIANA DE SOJA AUMENTA 8,5% EM ESTIMATIVA DE MARÇO DO IBGE

SAFRA BAIANA DE SOJA AUMENTA 8,5% EM ESTIMATIVA DE MARÇO DO IBGE

Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), de março, divulgado hoje pelo IBGE, aponta que a produção nacional de soja em 2018 é de 114,5 milhões de toneladas, 1,2% maior que a de fevereiro (113,2 milhões de toneladas), aproximando-se do recorde produzido em 2017, de 115,0 milhões de toneladas.

Houve aumento de 6,2% na estimativa de produção na Região Nordeste, com destaques para o crescimento de 8,5% na Bahia, com aumento de 396,8 mil toneladas em relação à previsão do mês anterior, devendo a produção alcançar 5,09 milhões de toneladas – ainda assim a safra baiana de soja neste ano deve ser 0,9% menor que a de 2017 (5,14 milhões de toneladas).

Além disso, a produção de algodão também apresenta aumento em março. A Bahia, segundo maior produtor do país, responsável por 22,4% da produção nacional, estima produzir 990,2 mil toneladas, sendo 10,5% maior que a previsão de fevereiro. Esse crescimento deve-se aos aumentos de 8,3% na área plantada e de 2,0% na estimativa do rendimento médio. Com esse resultado, a safra baiana de algodão, em 2018, deve ficar 18,8% maior que a de 2017, com um aumento de 27,4% na área plantada.

Em relação a produção de cacau, não houve alterações no que se refere a previsão de fevereiro. A produção baiana de cacau em 2018 deve ficar 3,0% superior à de 2017, com 86,4 mil toneladas. Confirmando-se essa previsão, a Bahia continuará, em 2018, a ser o segundo principal estado produtor de cacau, com 40,1% da safra nacional (estimada em 215,6 mil toneladas), mantendo, assim, a perda de liderança nessa cultura para o Pará, que, segundo a estimativa de março, deve ficar com 53,3% da safra brasileira de cacau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.