ORDEM DE MORO SOBRE PRISÃO DE LULA NESTA SEXTA ATROPELA PLANOS DO PT

ORDEM DE MORO SOBRE PRISÃO DE LULA NESTA SEXTA ATROPELA PLANOS DO PT

 

A decretação da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva atropelou toda a organização do Partido dos Trabalhadores (PT). O partido vinha planejando um ato para o momento da detenção do ex-presidente. A ideia era que o líder petista se entregasse diante de um grande número de simpatizantes.

Para isso, estava sendo organizada uma vigília em São Bernardo do Campo, mas o início da manifestação foi marcado para as 18h de sexta-feira. O juiz Sergio Moro fixou prazo limite para uma hora mais cedo: Lula terá de se entregar à PF em Curitiba (PR) até as 17h de sexta. Supremo Tribunal Federal (STF), que ontem à noite negou seu pedido de habeas corpus, que evitaria a prisão.

“Pode-se esperar qualquer coisa. Agora achamos que se prevalecer uma razoabilidade isso não vai acontecer. Mas temos que estar prontos até porque quem deve assinar a ordem de prisão é o juiz Moro e até agora o que temos visto do ponto de vista dele é o que for melhor para gerar notícia, fato, factóide ele vai fazer. Estamos preparados para isso”, disse o senador Humberto Costa (PT-PE), ao sair de uma reunião na sede do PT em São Paulo, na tarde desta quinta-feira.

Logo após ser divulgada decretação da prisão de Lula, dirigentes petistas chegaram ao Instituto Lula para discutir o que o ex-presidente fará. “A súmula dos embargos dos embargos dava prazo até terça-feira. É um absurdo”, disse o líder do PT no Senado, Lindbergh Farias.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.