segunda, 22 de julho de 2024
Euro 6.114 Dólar 5.6094

COMAT DEBATE INOVAÇÃO NA CONSTRUÇÃO NO SENAI CIMATEC EM SALVADOR

João Paulo - 18/06/2024 14:20 - Atualizado 18/06/2024

Nesta segunda-feira (17), a Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (COMAT) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) promoveu uma reunião no Senai CIMATEC, em Salvador (BA). O objetivo do encontro foi apresentar os projetos desenvolvidos nos laboratórios e centros de tecnologia, além de discutir inovação, pesquisa e desenvolvimento para o setor da construção.

Na ocasião, o vice-presidente da COMAT, Dionyzio Klavdianos, em nome da CBIC, conferiu digna homenagem a Marcos Galindo, diretor de Tecnologia e Inovação do Sinduscon-BA, pelo trabalho de disseminação da boa técnica e da inovação entre as empresas da construção do país. “Saúdo de forma muito especial pela sua atuação em prol do Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat – PBQP-H, contribuindo para o seu aperfeiçoamento e efetiva implementação”, pontuou.

Inovação na Construção

Alexandre Landim, presidente do Sinduscon-BA, destacou a importância da inovação na construção, e como o setor está evoluindo e incorporando novas formas. “A construção vem evoluindo, incorporando novas formas. No entanto, precisamos olhar para o futuro. Este local nos permite ver como outras indústrias estão pensando nesse futuro. Devemos ser disruptivos e não nos apegar ao mesmo cenário. A inovação na construção melhora a qualidade, produtividade e sinergia com a agenda ambiental. Além disso, reduz custos, atrai jovens para o setor e melhora a segurança no trabalho, contribuindo para a expansão do mercado”, disse.

Carlos Henrique Passos, presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), enfatizou os desafios e a necessidade de união para colocar em prática conceitos trazidos pela COMAT. “Estamos diante de um desafio, contudo, agora possuímos uma rota em direção à inovação. Reconhecemos que a implementação não é um processo simples. É essencial que haja essa integração e união”, pontuou. O vice-presidente da COMAT ressaltou a parceria entre a CBIC e o Senai CIMATEC. Além disso, Klavdianos destacou a importância de divulgar as mudanças nos processos construtivos e a industrialização do setor.

“Estamos empenhados em realçar cada vez mais essa colaboração com a CBIC e o Senai CIMATEC. Portanto, o momento de industrialização é agora. Quer queiramos ou não, os processos de construção estão evoluindo, e há resíduos na construção que já estão sendo amplamente utilizados. Precisamos estar atentos para promover e divulgar de maneira ampla. Isso está fortemente relacionado ao projeto Construção 2030, que é o cenário que prevemos para o ano 2030. Portanto, existem etapas a serem cumpridas e faremos isso com muita determinação. Parcerias como essa, com pessoas tão estruturadas, avançadas e atentas a questões de inovação e industrialização, como as pessoas aqui da Bahia, só agregam ao nosso trabalho”, destacou.

Leone Andrade,  diretor de Tecnologia e Inovação e reitor do Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia (Senai CIMATEC), destacou a importância da educação para a evolução. “Podemos realizar muitas coisas neste país, e o faremos. A educação é a base do desenvolvimento tecnológico, com 44 áreas de competência. Investir em educação é investir no futuro, capacitando profissionais e impulsionando a inovação”, disse.

De acordo com o diretor de Tecnologia e Inovação do Sinduscon-BA, Marcos Galindo, o encontro teve como finalidade motivar as pessoas a ativarem a inovação tecnológica nos seus estados, nas suas empresas e nos seus sindicatos. “O primeiro passo para andar nessa direção é que as pessoas precisam conhecer as ferramentas que existem e o Senai CIMATEC é uma super ferramenta nesse sentido. É um ecossistema completo com 44 competências distintas que podem ser ativadas para desenvolver soluções tecnológicas e de industrialização da construção. Esperamos que futuramente possamos desenvolver projetos na área da construção para verificação de inovações tecnológicas, avaliação de desempenho, ensaios de protótipos, tudo isso com o objetivo de desenvolver soluções de industrialização, de pré-fabricação e de maior produtividade para construção”, explica Galindo.

Visitas Técnicas

Após o encontro, os participantes tiveram a oportunidade de visitar dois locais importantes. No Senai CIMATEC Piatã, foram exploradas áreas como a Fábrica Modelo 4.0/Lean Office, Robótica Autônoma, Indústria Criativa, Polímeros/Compósitos, HPC (Supercomputação), Microeletrônica e Eletrônica Embarcada, além da Manufatura Aditiva. Já no Senai CIMATEC Park, as visitas incluíram o Centro de Pesquisa, Automação, Laboratório de Desempenho, Laboratório de Robótica, Manufatura Aditiva, Planta Piloto de Metais Valiosos e o Studio.

O tema tem interface com o projeto “Inteligência e Estratégia para o Futuro da Construção”, da Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (COMAT) da CBIC, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.