terça, 18 de junho de 2024
Euro 5.8351 Dólar 5.4389

ELEIÇÃO EM BARREIRAS: DISPUTA ESTÁ EMBOLADA COM TRÊS CANDIDATOS FORTES

Redação - 10/06/2024 14:59 - Atualizado 10/06/2024

A cidade de Barreiras é a capital do Oeste da Bahia, sede de um município com 160 mil habitantes e é polo do agronegócio da região do Matopiba, que reúne os cerrados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Ser prefeito de Barreiras significa ser líder da mais importante região agrícola da Bahia e do Matopiba e estar à frente de uma economia que gera importante parcela do PIB baiano. Os políticos barreirenses começam a introjetar essa importância e a se colocar com o devido peso político e econômico no cenário da Bahia.

A disputa pela Prefeitura de Barreiras em outubro deste ano será um bom momento para discutir esses e outros assuntos, pois mostra um cenário imprevisível em que cada candidato vai ter que apresentar um plano de governo que empolgue o eleitor.

Até o momento, a disputa está afunilada em três candidatos, que saíram na frente nas pesquisas e alcançaram dois dígitos segundo pesquisa recente do Instituto Séculos, publicado no site Bahia Notícias. São eles:  Danilo Henrique do PP, ex-secretário do município de Luís Eduardo Magalhães; o ex-deputado federal  Tito, candidato do PT; e o ex-presidente  da Câmara Municipal de Barreiras, Otoniel Teixeira, lançado pelo atual prefeito Zito Barbosa, que, após oito anos de governo, não pode ser candidato a reeleição.

Tito e Danilo Henrique e Otoniel têm possibilidades de crescimento e, embora os dois primeiros estejam na frente na pesquisa, o último foi lançado mais tarde e tem o apoio do prefeito Zito Barbosa.

O cenário é o seguinte:  Tito terá o apoio da máquina estadual e do governador Jerônimo Rodrigues. Otoniel terá a seu lado a máquina municipal e os recursos financeiros e a estrutura viabilizados pelo atual prefeito.  E Danilo Henrique, além de recursos financeiros, tem a tradição familiar, com um avô, Antônio Henrique (Tonhão), que foi prefeito de Barreiras, e com seu pai Antônio Henrique Júnior, deputado estadual, além do apoio entusiasmado do PP e de João Leão.

Os três e os demais pré-candidatos terão o desafio de atrair o eleitorado composto de indecisos e aqueles que pretendem votar nulo ou em branco, o que significa cerca de 22%.

Cada um deles tem pontos a favor e outros contra. Tito terá o apoio integral do PT, que pela primeira vez terá um candidato competitivo na disputa pela prefeitura e do governador Jerônimo Rodrigues e do Senador Jaques Wagner, o que automaticamente o coloca como um dos favoritos.  Mas terá de enfrentar o fato de ser cristão novo no PT, até então identificado com outros partidos, e, além disso,  o fato de parte expressiva do eleitorado barreirense ter forte identificação com a direita e com Jair Bolsonaro que teve 40% de votos válidos no segundo turno das eleições presidenciais, constituindo-se uma das poucas cidades baianas em que Bolsonaro teve bom desempenho

Otoniel tem a seu favor o apoio da Prefeitura municipal, mas vai ter de carregar certa impopularidade do prefeito Zito Barbosa, resultante de oito anos de administração. Otoniel era ligado à secretaria do Governo da Bahia, Jusmari Oliveira que, no entanto, já externou seu apoio a Tito.

Já Danilo Henrique tem a seu favor a juventude e uma boa atuação como secretário em Luiz Eduardo Magalhães, mas não terá nem a força nem os recursos das máquinas estadual e municipal.

E, correndo por fora, há outros candidatos, a saber:Emerson Cardoso do Avante,  atual vice-prefeito de Barreiras, que recentemente rompeu com Zito Barbosa; Karlucia Macedo do MDB; Airton Pinto da Rede; Marciel Viana do Psol;  Comandante Rangel do PL; e Davi Schmidt do PMB.

Mas, por enquanto, a disputa está focada no batalhão de cima e vai envolver as principais forças políticas da Bahia. (EP-10/06/2024)

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.