terça, 18 de junho de 2024
Euro 5.8351 Dólar 5.4423

SECRETÁRIO COMENTA SOBRE INTERESSE DO GOVERNO ESTADUAL PELA PRODUÇÃO DE HIDROGÊNIO VERDE

Hugo Leite - 22/05/2024 19:00

O secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), Ângelo Almeida, comentou sobre o potencial que a Bahia tem para a produção de hidrogênio verde (H2V) e o desejo da gestão estadual pela atração de iniciativas sustentáveis. O governador Jerônimo Rodrigues (PT) esteve na Europa em busca de investimentos internacionais, na última semana.

A substância é produzida por meio da eletrólise da água usando eletricidade renovável, como a gerada por fontes solares ou eólicas ocasionando a não emissão de dióxido de carbono ou outros poluentes atmosféricos, tornando-o uma fonte de energia livre de emissões.

Em entrevista ao Portal A Tarde, na quarta-feira (22), o gestor da pasta falou sobre a política energética executada pela gestão petista no estado. “O governo de Jerônimo vem consolidando a sua política de governo, de trabalhar fortemente pela atração de investimentos, atração e apresentação para o mundo, dos pré-requisitos fundamentais que a Bahia tem para ser considerada, e que já é considerada, como a sede de uma matriz energética, que é a sede mundial do hidrogênio verde, da participação do hidrogênio verde. Em nenhum lugar no mundo hoje, em nenhum outro lugar, tem as condições para requisitos, eu diria, os suplementos naturais para produzir o hidrogênio verde ao custo mais barato do que na Bahia”.

“Nós temos energia limpa, abundante, segura e barata. Nós temos, a partir dos nossos parques eólicos, nossos ventos eólicos, nossos ventos que são únicos[…] Nós temos um fator de capacidade também de radiação solar diferenciado em relação a outros lugares e a possibilidade de construção de parques hídricos. Parques hídricos esses que entram numa rede que pode vir direcionado aqui para o polo petroquímico de Camaçari”, salientou o secretário.

O titular da SDE destacou o peso do polo petroquímico de Camaçari no processo de produção de hidrogênio verde (H2V). “Só nós temos o maior complexo petroquímico da América Latina, o hidrogênio verde é química, já é uma operação química. E além de tudo isso, a gente tem ainda uma infraestrutura de amoniodutos, que serão utilizados para fazer o transporte da amônia verde produzida em Camaçari para os portos, para os navios, para transporte para o mundo inteiro”, explicou.

Foto: Site Fecomércio.

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.