terça, 18 de junho de 2024
Euro 5.82 Dólar 5.4259

SEGUNDA ETAPA DO CIRCUITO MUNDIAL DE BODYBOARD CONTA COM DOIS BAIANOS

Matheus Souza - 17/05/2024 16:58 - Atualizado 17/05/2024

Uri Valadão e Gabriel Braga,que estão entre os três melhores do mundo no bodyboard pelo ranking atual da IBC Bodyboarding World Tour, disputarão a terceira etapa do circuito mundial a partir desta sexta-feira, 17, em Antofagasta, no Chile. Esta é a segunda etapa no país, após a competição em Iquique. Ambos viajaram para essas competições com passagens aéreas fornecidas pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

O bodyboard baiano se destaca com Uri em 2º lugar e Gabriel em 3º no ranking atual, que considera os últimos quatro eventos. Em 2023, os dois melhores brasileiros no final do ranking também foram os baianos, com Gabriel em 11º e Uri em 15º. O diretor-geral da Sudesb, Vicente Neto, destacou a importância do apoio da Sudesb para garantir que os atletas baianos possam competir em grandes eventos e alcançar boas colocações.

“Já percebemos que os baianos têm muito talento no bodyboard mundial pelos últimos resultados. Nós conseguimos garantir a participação deles nos grandes eventos com a concessão de passagens aéreas para aproveitar esse talento e levar o nome da Bahia para o mundo. A nossa expectativa, que já está sendo comprovada com o ranking atual, é de melhorar cada vez mais à medida que damos mais apoio”, comenta Vicente.

Até o próximo dia 26 de maio, as disputas acontecerão nas ondas de Antofagasta em cinco categorias. Na categoria principal do evento, Pro Men Division, Uri Valadão e Gabriel Braga devem competir para valer apenas no domingo, 19, ou na segunda-feira, 20.

Após a disputa em Iquique, Uri melhorou seu ranking, subindo para o 2º lugar, após conquistar o terceiro lugar na primeira etapa chilena. Já Gabriel, apesar de ter perdido posições por não ficar entre os dez melhores, mantém boas expectativas para a segunda etapa no Chile. Ele era o 1º do ranking mundial antes de embarcar para o Chile e pretende retomar a liderança.

“Eram ondas que eu e Uri conhecíamos bastante. Mas, não tive um bom resultado. Fico muito feliz de outro baiano ter tido um grande resultado. Ter nós dois no top três é um feito imenso para o estado e para o país. Estamos focados e treinando bastante. Sem a Sudesb, realmente, nada disso seria possível”, aponta Gabriel.

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.