segunda, 15 de julho de 2024
Euro 5.9719 Dólar 5.4766

MAIS DA METADE DAS MORTES NO TRÂNSITO DE SALVADOR ENVOLVEM MOTOCICLISTAS

Hugo Leite - 08/05/2024 15:49 - Atualizado 08/05/2024

Pilotar moto em Salvador é cada vez mais um atividade de risco. Os motociclistas são as principais vítimas dos acidentes de trânsito na cidade. No ano passado, foram 63 vitimas fatais envolvendo motos, dos quais 51 condutores e 12 passageiros, o que representa 26% mais mortes do que em 2022. Ao todo foram registradas 113 mortes registradas nas ruas e avenidas da capital baiana.

Os fatores indicados como responsáveis são excesso de velocidade, uso de celular na condução, manobras arriscadas e falta de equipamentos de proteção, como o capacete.

De acordo com o Site do Correio, o número de pessoas mortas no trânsito aumentou em Salvador de 111 mortes, em 2022, para 113 registradas em 2023. Em 2024 foram 35 mortos até abril. Porém, a longo prazo houve redução. Em 2010, por exemplo, foram 266 casos.

A prefeitura realizou uma ação na Barra para o lançamento do Maio Amarelo, uma campanha internacional de conscientização sobre os acidentes de trânsito, nesta quarta-feira (8), e o prefeito Bruno Reis (União Brasil) debateu o assunto.

“Salvador tem sido uma referência nacional. Ao longo dos últimos anos nós temos reduzido o número de mortes, mas esse é um trabalho que depende de todos, em especial da população nessa conscientização para que as pessoas possam transitar com mais segurança e evitando mortes que é o motivo maior do nosso trabalho”, pontuou o prefeito.

Os acidentes mais corriqueiros são colisões e choques envolvendo motocicletas, por outro lado os atropelamentos reduziram em 30%. As vias com maior número de ocorrências são as Avenidas ACM, Afrânio Peixoto (Suburbana) e Luís Viana Filho (Paralela), de acordo com as informações do superintendente da Transalvador, Décio Martins.

“Sei que cada dia mais a moto é um instrumento de trabalho, mas peço que respeitem o limite de velocidade das vias e que não utilizem o celular quando estiverem pilotando. Utilizem os EPIs necessários e sobretudo não façam zigue-zague no trânsito, proteja a sua vida”, aconselhou o superintendente.

Foto: Jefferson Peixoto/Secom PMS.

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.