sábado, 22 de junho de 2024
Euro 5.8473 Dólar 5.4623

VEJA TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O ENEM DOS CONCURSOS ACONTECE NESTE DOMINGO

João Paulo - 03/05/2024 07:20

Mais de 127 mil baianos são esperados para realizar a prova do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), também conhecido como ‘Enem dos Concursos’, no dia 5 de maio, próximo domingo. O processo seletivo oferta 6.640 vagas para 21 órgãos públicos em todos os estados do Brasil com salários que vão de R$ 4.407,90 até R$ 22.921,70. Para disputar um ou mais cargos de seu interesse, os candidatos inscritos devem estar atento aos horários, permissões e proibições durante o horário da prova, bem como o funcionamento do exame, que vai contar com dois turnos e divisões de conteúdos gerais e específicos.

Antes de tudo, quem vai concorrer ao CPNU deve consultar o local de realização da prova na página do candidato. Lá, também é recomendado imprimir o cartão de confirmação da inscrição, uma vez que pode facilitar a localização da sua sala de aplicação. Ele, no entanto, não é obrigatório. O documento de identidade original com foto, sim, é obrigatório. Em nenhuma hipótese serão aceitas cópias dos documentos, mesmo que autenticadas. No caso dos documentos digitais, conforme o edital, o candidato deverá acessar o aplicativo no momento da identificação, que ocorrerá na entrada da sua sala. Por isso, é importante que já tenha o aplicativo baixado no seu celular, já que prints não serão aceitos.

Permissões e proibições

Entre os materiais, somente será permitido o uso de caneta preta e é recomendado levar mais de uma, já que não é permitido se comunicar com outro participante – nem mesmo para pedir material emprestado. Caneta azul, lápis, borracha e outros materiais não podem permanecer na mesa do candidato durante a prova.

É permitido levar lanche, desde que as embalagens dos alimentos estejam lacradas. Os candidatos também podem levar água, de preferência em garrafas transparentes e sem rótulo. Quantos aos trajes, é sugerido o uso de roupas e sapatos confortáveis. Não será permitido o uso de relógio de qualquer tipo. É proibido também o uso de óculos escuros ou de quaisquer acessórios de chapelaria (chapéu, boné, gorro) ou protetores auriculares.

No momento da identificação, é necessário guardar todos os aparelhos eletrônicos desligados (e com alarmes que possam tocar durante a prova desativados) no envelope porta-objetos. Eles devem ser identificados e lacrados antes de ingressar na sala de prova. O envelope só poderá ser aberto ao final das provas e fora do local de aplicação, conforme descrito no edital. Durante o exame, ele deverá ser guardado lacrado embaixo da carteira, na bolsa ou mochila do candidato, não podendo de nenhuma maneira ficar sobre a mesa. O descumprimento desse procedimento é passível de eliminação.

Para ir ao banheiro, é necessário avisar ao fiscal, que designará um fiscal volante para acompanhar o candidato. Antes de levantar-se do assento, é necessário fechar a prova e a deixar sobre a carteira. Não é permitido sair com bolsa, mochila ou envelope porta-objeto para o banheiro, sob pena de eliminação. O candidato será submetido a vistoria eletrônica, conforme previsto no edital, caso isso ocorra. É proibido uso do banheiro no local de aplicação após o término das provas.

Documentos de identificação pessoal permitidos:

  • – Carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de Bombeiros;
  • – Carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos);
  • – Cartão de identidade do trabalhador;
  • – Passaporte brasileiro;
  • – Certificado de reservista ou dispensa de incorporação (com foto);
  • – Carteiras funcionais do Ministério Público;
  • – Carteiras funcionais expedidas por órgão público, que, por Lei Federal, valham como identidade;
  • – Carteira de trabalho;
  • – Carteira nacional de habilitação (somente modelo com foto aprovado pelo artigo 159 da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997);
  • – Documentos digitais, com foto e assinatura (e-Título, CNH digital e RG digital) apresentados nos respectivos aplicativos oficiais.

Documentos de identificação pessoal não permitidos:

  • – Cópia do documento de identidade, ainda que autenticada, ou protocolo do documento de identidade;
  • – Certidões de nascimento;
  • – Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • – Título do eleitor (impresso ou sem foto);
  • – Carteiras de motorista (modelo sem foto);
  • – Carteiras de estudante;
  • – Carteiras funcionais sem valor de identidade;
  • – RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indígena);
  • – Documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados.

Provas

Para todos os blocos temáticos, as provas serão realizadas no dia 5 de maio, em dois turnos. No turno da manhã, os candidatos realizarão as provas de conhecimentos gerais (nível superior) ou Língua Portuguesa (nível médio) e a prova discursiva (nível superior) ou de redação (nível médio). No turno da tarde, os candidatos realizarão as provas de conhecimentos específicos (nível superior) ou Noções de Direito, Matemática e Realidade Brasileira (nível médio). Confira o esquema abaixo:

Turno matutino

  • Língua Portuguesa e Redação (nível intermediário) – 20 questões
  • Conhecimentos Gerais e Discursiva (nível superior) – 20 questões

→ Horários

  • Abertura dos portões: 7h30
  • Fechamento dos portões: 8h30
  • Início das provas: 9h
  • Término das provas: 11h30
  • Duração da prova: 2h30
  • Turno vespertino
  • Noções de Direito, Matemática e Realidade Brasileira (nível intermediário) – 40 questões
  • Conhecimentos Específicos (nível superior) – 50 questões

→ Horários

  • Abertura dos portões: 13h
  • Fechamento dos portões: 14h
  • Início das provas: 14h30
  • Término das provas: 17h30* / 18h
  • Duração da prova: 3h30
  • *Horário de término para o bloco temático 8 (nível intermediário)

Critérios de classificação e resultados

As regras de preenchimento das vagas do CPNU levam em consideração as notas obtidas nas provas e as preferências de cada candidato às vagas escolhidas dentro de cada bloco temático no momento da inscrição. Na inscrição, os candidatos ordenaram as suas preferências de cargos e especialidades dentro do bloco temático eleito. A classificação e a aprovação se darão de acordo com essa ordenação do cargo mais preferido ao menos preferido. Mas se o candidato for aprovado no melhor e mais preferido cargo e especialidade será eliminado nos demais menos preferidos.

Para a classificação e aprovação será considerada a nota mais alta tanto para a ampla concorrência quanto para as vagas reservadas a negros, indígenas e pessoas com deficiência. O candidato reprovado deve lembrar que, mesmo alcançando a nota de corte, há outras condições para aprovação, como a escolha e o ranqueamento dos cargos e especialidades em cada Bloco Temático e as cotas para negros, indígenas e pessoas com deficiência.

Dentre as 6.640 vagas, 5.948 são para o nível superior (graduação) e 692 para nível médio. Desse total, 20% estão reservadas para pessoas negras, 5% para pessoas com deficiência e 30% para indígenas nos cargos para a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai). O resultado das provas objetivas e preliminares das avaliações discursivas e redações sairá no dia 3 de junho. Os resultados finais serão divulgados em 30 de julho. A etapa de convocação e realização de cursos de formação terá início em 5 de agosto.

Crédito: Divulgação/EBC

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.