sábado, 13 de julho de 2024
Euro 5.9574 Dólar 5.4654

BIENAL DO LIVRO DA BAHIA TEM MAIS DE 800 MIL OBRAS VENDIDAS, DIZ PRODUTORA

Bruna Carvalho - 02/05/2024 08:28

Com a edição de 2026 confirmada, a Bienal do Livro da Bahia, que encerrou sua programação nesta quarta-feira (1), no Centro de Convenções, vendeu mais de 800 mil obras durante o evento. Segundo a GL events Exhibitions, empresa responsável pela organização da feira, a Bienal registrou público recorde de mais de 100 mil visitantes, superando os 90 mil alcançados em 2022.

Quatro das das maiores editoras do país marcaram presença no evento, sendo elas a Companhia das Letras, Rocco, HarperCollins Brasil e Globo Livros. De acordo com o balanço divulgado pela produtora, Harry Potter e a Pedra Filosofal – JK Rowling (Rocco), Um Família Feliz – Rapahel Montes (Companhia das Letras), O Deus que destrói sonhos – Rodrigo Bibo (Haper Collins) e Assistente do Vilão – Hannah Nicole Maehrer (Alt + Globo) foram os livros mais vendidos nos estandes dos selos.

A chegada dessas quatro grandes marcas posicionou a Bienal Bahia como um evento literário nacional, e não mais regional. Tal chancela do mercado teve origem na demanda do próprio público baiano, já que o comparecimento das citadas editoras veio em resposta aos inúmeros pedidos dos leitores.

“A gente vai estar presente aqui na próxima edição e quem sabe com uma participação ainda maior. Os números dessa edição foram positivos, os nossos livros têm sido bem expostos e a garotada está comprando muito livro. Nossos autores estão adorando a experiência e estão sendo muito bem recebidos. Então, isso é sinal de sucesso e de que a gente tem que continuar”, ponderou Max Santos, da Cia das Letras.

Responsável pelo estande da Escariz Livraria, Felipe Santos revelou que no terceiro dia de Bienal o estande já tinha batido a meta de vendas. No quarto dia, foram mais de 6.400 livros vendidos. A obra best seller durante o evento baiano foi “A biblioteca da meia noite”, de Matt Haig, seguida de “Café com Deus pai”, de Junior Rostirola e de “Torto Arado”, do baiano Itamar Vieira Júnior, vencedor do Prêmio Jabuti e do Prêmio Oceanos e um dos convidados do primeiro dia do Café Literário.

A Bienal do Livro Bahia contou com mais de 170 autores, personalidades e artistas, oferecendo mais de 100 horas de atividades e 200 marcas expositoras. Além disso, todos os espaços da Bienal do Livro Bahia – Café Literário, Arena Jovem e Espaço Infantil Janelas Encantadas – foram ampliados e mais pessoas puderam aproveitar as atividades e de forma mais confortável.

A Bienal do Livro Bahia 2024 foi apresentada pelo Governo do Estado da Bahia e apoiada pela Prefeitura Municipal de Salvador. Ela contou, ainda, com os patrocínios do Itaú, da BIC e da Bahiagás, os apoios do Salvador Shopping e da Rede Bahia, além do apoio institucional do Sindicato dos Editores de Livros (Snel).

“Os baianos receberam a Bienal de braços abertos e, sem dúvida nenhuma, já é a maior edição de todos os tempos. Isso tudo reforça o tamanho e a importância da Bienal como o maior e principal evento de literatura e cultura do Nordeste. Brevemente, a gente lança a próxima edição para 2026, com expectativa de mais uma vez superar esses números”, disse a diretora geral da Bienal do Livro Bahia, Tatiana Zaccaro.

Foto: Filmart

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.