sábado, 22 de junho de 2024
Euro 5.8473 Dólar 5.4623

CONCURSO UNIFICADO: GOVERNO VAI COLHER DIGITAL E A GRAFIA DOS CANDIDATOS PARA EVITAR FRAUDES

João Paulo - 23/04/2024 13:21

O governo anunciou nesta terça-feira um conjunto de novas regras para a aplicação da prova do Concurso Nacional Unificado, chamado de “Enem dos concursos”. Para evitar fraude, os candidatos não poderão sair com o caderno de provas nem fazer anotações no cartão de confirmação. Em outra frente, digitais e exame grafológico para biometria serão coletados na sala de aplicação das provas.

Um total de 228 cidades vão receber a prova no dia 5 de maio. Foram 2,14 milhões de pessoas confirmadas em todo o Brasil, e 57,3% delas são da faixa de renda de até R$ 4.236, ou seja, três salários mínimos. No recorte por gênero, 56% são mulheres. O governo autorizou o uso da Força Nacional para apoio no dia da prova do Concurso Público. A aplicação do exame será em aproximadamente 5.150 locais como escolas e prédios públicos.

A Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, ficou responsável pela coordenação dessa rede, que inclui a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin). O Globo preparou uma ferramenta para o candidato saber encontrar as vagas por faixa salarial e nível de instrução. Veja abaixo. Se não conseguir visualizar a ferramenta, clique aqui.

A proibição de sair com o caderno de provas da sala de aplicação veio após recomendação da rede de segurança. A organização do concurso quer evitar o seguinte crime: falsos candidatos terminam o exame mais cedo e levam os cadernos de provas. As questões são resolvidas por esses grupos e enviadas por áudios, por meio de pontos eletrônicos, para quem ainda está nas salas. Além disso, os locais de aplicação contarão com detectores de metais e de ponto eletrônico. Por outro lado, o governo vai liberar o PDF com os cadernos de provas a partir das 20h do dia 5 de maio, no site do Ministério da Gestão e da Inovação.

Exame grafológico e coleta de digital

Seguindo recomendação da Polícia Federal, haverá a coleta das digitais para o exame grafológico de todos os participantes. Isso no momento da realização do exame. Ao receberem as provas, os concurseiros deverão preencher o cartão de resposta com seus dados, assinar e escrever uma frase. Nesse momento, um aplicador vai coletar a digital que ficará registrada no cartão de resposta. O governo quer garantir que o candidato que esteja prestando a prova é a mesma pessoa que irá tomar posse do cargo, em caso de aprovação. Celular e quaisquer equipamentos eletrônicos devem ser desligados e lacrados por embalagens fornecidas pelos aplicadores.

Foto: MEC/Divulgação

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.