sábado, 25 de maio de 2024
Euro 5.614 Dólar 5.1764

ESTADO VAI INVESTIR R$ 142 MI EM 11 COLÉGIOS ESTADUAIS EM SALVADOR

Victoria Isabel - 15/04/2024 19:28 - Atualizado 15/04/2024

O governo da Bahia irá modernizar 11 colégios tradicionais da rede estadual em Salvador, beneficiando mais de 15 mil estudantes. O governador Jerônimo Rodrigues deu o pontapé inicial para as licitações durante uma cerimônia realizada nesta segunda-feira (15) no Colégio Estadual de Tempo Integral Prof. Rômulo Almeida, localizado no bairro do Imbuí, na capital. O investimento total ultrapassa os R$ 142 milhões e faz parte da segunda fase do projeto Construir para Educar.

Os colégios Rotary (Itapuã), Mário Costa Neto (Federação), Heitor Vila Lobos (Cabula VI), Edgar Santos (Garcia), Manoel Devoto (Rio Vermelho), Helena Magalhães (Tancredo Neves), Duque de Caxias (Liberdade), Dinah Gonçalves (Valéria), Almirante Barroso e Edson Tenouro (Paripe) e Aliomar Baleeiro (Pernambués) serão os beneficiados. A iniciativa será realizada em parceria entre a Secretaria de Educação (SEC) e a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder). Os colégios receberão melhorias estruturais para favorecer a educação em tempo integral, incluindo a implementação de restaurantes, teatros e a reforma ou construção de novas quadras poliesportivas cobertas ou ginásios.

Jerônimo Rodrigues explicou que o edital será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta terça-feira (16), e espera que as propostas das empresas sejam apresentadas em um mês. Com isso, a expectativa é que as ordens de serviço sejam emitidas em cerca de um mês e meio. As obras estão previstas para durar entre 10 e 11 meses, com previsão de entrega para o meio do próximo ano.

O governador ressaltou que esse conjunto de investimentos visa impulsionar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Ele destacou a variedade de melhorias estruturais planejadas, como a cobertura de quadras, a construção de laboratórios e salas, além da instalação de teatros. O objetivo é proporcionar uma infraestrutura física adequada que contribua diretamente para o aprendizado dos alunos.

Além das melhorias em Salvador, o interior do estado também será contemplado com obras no valor de R$ 658 milhões e convênios com prefeituras no valor de R$ 700 milhões. José Trindade, presidente da Conder, enfatizou que todas as escolas serão climatizadas e contarão com energia solar para garantir o conforto dos alunos, professores e funcionários.

A primeira etapa do programa já contemplou 79 obras em 44 municípios, com um investimento total de R$ 1,3 bilhão. Esta segunda fase do Construir para Educar ampliará ainda mais o alcance do projeto, totalizando um investimento de aproximadamente R$ 2,8 bilhões na construção de novas escolas, reformas e restauração da infraestrutura educacional em toda a Bahia. Ao longo dos anos, o Governo da Bahia tem priorizado a educação estadual, destinando recursos significativos para obras e programas de apoio aos estudantes. Desde 2019 até 2025, foram investidos R$ 13,7 bilhões, sendo R$ 8 bilhões em obras e R$ 5 bilhões em programas como o Programa Estadual de Transporte Escolar (Pete), Bolsa Presença, Mais Estudo, Dignidade Menstrual, Mais Futuro, entre outros.

 

Foto: Joá Souza/GOVBA

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.