segunda, 15 de julho de 2024
Euro 5.9277 Dólar 5.4292

GOVERNO VAI REFORMAR TERREIROS DE CANDOMBLÉ PARA ESTIMULAR AFROTURISMO

Emilly Lima - 28/03/2024 15:31 - Atualizado 28/03/2024

Dez terreiros de candomblé localizados em Salvador e Camaçari, na Região Metropolitana da capital baiana, serão os primeiros contemplados pelo projeto Agô Bahia, promovido pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur) com um investimento total de R$ 300 mil. O objetivo do projeto é impulsionar o afroturismo, com foco nas religiões de matriz africana.

As obras planejadas incluem a recuperação de telhados, revestimento cerâmico, pintura, substituição de portões, portas e janelas, reforma de banheiros e revisão das instalações elétricas e hidráulicas. Os terreiros selecionados foram escolhidos por serem tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) ou pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), visando promover o turismo étnico-afro na região.

Maurício Bacelar, titular da Setur-BA, destacou a importância da Bahia como berço das religiões de matriz africana no Brasil e o interesse dos turistas, tanto nacionais quanto estrangeiros, em experiências ancestrais. Ele ressaltou que a qualificação do atendimento e a restauração desses terreiros são fundamentais para receber bem esses visitantes. Além das obras de infraestrutura, o projeto também inclui a capacitação sobre o atendimento aos turistas e o patrocínio de eventos do segmento.

Em Salvador, serão beneficiados os seguintes terreiros: Casa Branca, Gantois, Ilê Axé Opô Afonjá, Bate Folha, Zoogodô Bogum Malê Hundó, Ilê Maroialaji Alaketu, Ilê Axé Oxumaré, Ilê Asipá e Hunkpame Savalu Vodun Zo Xwe. Em Camaçari, o terreiro contemplado será o Manso Kilebemkueta Lemba Furamon.

Foto: Reprodução

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.