domingo, 14 de abril de 2024
Euro 5.4735 Dólar 5.148

FESTIVAL WHATZPOP71: 5 FATOS SOBRE THE CALLING

Bruno Alves - 28/03/2024 16:46

A banda liderada por Alex Band atravessa gerações com um hit histórico e já fez participações no cinema

Link para a compra de ingressos

 

Uma das principais atrações confirmadas pelo Festival WhatzPop71, a banda norte-americana The Calling se apresenta pela primeira vez em Salvador no dia 30 de abril, véspera de feriado. Sucesso absoluto na década de 2000, o grupo formado por Alex Band vendeu mais de 5 milhões de cópias apenas com o seu disco de estreia, “Camino Palmero” – que completa 23 anos em 2024 – participou da trilha sonora de diversos filmes e séries e criou um hit internacionalmente conhecido que atravessa gerações. Confira abaixo algumas curiosidades sobre a banda:

 

O início

 

O encontro entre Alex Band e Aaron Kamin foi o primeiro passo do projeto que um dia seria a banda The Calling. Os caminhos do vocalista e do guitarrista se cruzaram em 1995 graças a irmã de Alex, Taryn Band, que namorava Aaron na época. A ligação entre os dois e a vontade de fazer música se manteve firme mesmo após o término e, passados alguns anos, deram vida ao The Calling ao se juntarem a Billy Mohler (baixo), Sean Woolstenhulme (guitarra) e Nate Wood (bateria). Em seguida Dino Meneghin entrou no lugar de Sean.

 

Carreira e Premiações

 

Pouco tempo antes de chegarem à formação oficial de The Calling, Alex Band e Aaron Kamin deram vida às bandas Generation Gap e Next Door, cujas atividades consistiam em criar músicas e colocar fitas demo na caixa de correio de um dos diretores da gravadora RCA. Depois de muita insistência, chamaram a atenção de Ron Fair, produtor musical que acreditou no potencial de Alex e Aaron.

 

Com a entrada dos outros músicos, finalmente formaram o The Calling e, em 10 de julho de 2001, lançaram seu primeiro álbum “Camino Palmero” com “Wherever You Will Go” como single. O disco rendeu ao grupo o certificado de Disco de Ouro nos Estados Unidos e Disco de Platina no Brasil, além de ter vendido 5 milhões de cópias no mundo todo. Em 2002, ganham o Prêmio de Artista Revelação no EMA e, no ano seguinte, o prêmio de melhor banda da rádio NJR.

 

Wherever You Will Go em “Show Bar”

 

O sucesso de “Wherever You Will Go” foi tanto que a banda fez uma participação no filme “Show Bar” (2000), cantando seu maior hit antes mesmo da estreia oficial de seu primeiro álbum. Na cena, The Calling aparece tocando para um público animado em uma casa noturna frequentada por Violet Sanford, uma compositora tímida que busca por sucesso enquanto trabalha no badalado estabelecimento Coyote Ugly.

 

 

For You em “Demolidor”

 

Outro sucesso de The Calling que apareceu nas telonas foi “For You”, música gravada especialmente para compor a trilha sonora do filme “Demolidor” (2003). A faixa foi lançada como single em fevereiro daquele ano e alcançou o top 50 na Itália e na Nova Zelândia.

 

Carlos Santana e Alex Band

 

Em 2002, Chad Kroeger – líder da banda Nickelback – compôs a música “Why Don’t You & I” para o renomado guitarrista Carlos Santana que ocupou as paradas de sucesso entre os anos 1990 e 2000. Impedido de gravar a faixa por questões contratuais da época, Chad indicou Alex Band para ser seu substituto nos vocais. A faixa foi regravada por Alex no ano seguinte e, pouco tempo depois de estrear nas rádios, alcançou Top 10 na Billboard, sendo a última música do Santana a atingir essa marca.

 

 

Sobre o #WhatzPop71

 

Marcado para dia 30 de abril na Arena Fonte Nova, em Salvador, o #WhatzPop71 apresenta em seu line-up os shows completos das bandas The Calling e Magic! – ambos pela primeira vez na cidade – e promove encontros únicos, outra característica dos eventos baianos: Nando Reis com participação de Duda Beat, Rachel Reis e Lunna Montty também fazem parte da programação do evento. A combinação perfeita da cena pop nacional efervescente e plural.

 

Promovido pelo POPline, principal produtor de conteúdo sobre cultura pop do país, o #WhatzPOP71 surge a partir de pesquisas sobre o desejo da audiência por experiências ao vivo aliado a uma forte conexão nostálgica. Fugindo do óbvio e fazendo jus ao título de “Cidade da Música” concedido pela Unesco em 2016, Salvador foi escolhida como sede e pontapé inicial de um evento que vem para celebrar a pluralidade do nosso território, expandindo o cenário pop mundial ao estender a festa na capital baiana para muito além do carnaval.

Foto/Reprodução: Divulgação

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.