sábado, 13 de julho de 2024
Euro 5.9574 Dólar 5.4654

LICITAÇÃO PARA VLT DE SALVADOR RECEBE 7 PROPOSTAS; VEJA AS EMPRESAS

João Paulo - 26/03/2024 07:00 - Atualizado 26/03/2024

A Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB) abriu, às 9h da manhã desta segunda-feira, 25, as propostas realizadas pelas empresas que desejam construir o futuro VLT de Salvador, que deverá ligar o Subúrbio Ferroviário e o miolo da cidade à Orla Atlântica.

No total, sete propostas foram realizadas: duas no Lote 01, que compreende o trecho do sistema entre os bairros da Calçada, em Salvador, e de Ilha de São João, em Simões Filho; três no Lote 02, referente ao traçado entre Paripe e Águas Claras; e outras duas no Lote 03, que tem seu percurso entre Águas Claras e Piatã.

No Lote 01, a primeira proposta foi do consórcio Expresso Mobilidade Salvador, formado pelas empresas Álya Construtora S.A. — antiga Queiroz Galvão —, Metro Engenharia e Consultoria Ltda. e MPE Engenharia e Serviços S.A.; enquanto a segunda foi da empresa Mendes Júnior Trading e Engenharia S.A., que se encontra em recuperação judicial.

A mesma Empresa Mendes Júnior Trading e Engenharia S.A. foi responsável pela primeira proposta do Lote 02; sendo seguida pelo consórcio formado pela OECI S.A., pela FBS Construção Civil e Pavimentação S.A. e pela SMF Serviços Metroferroviários Ltda.; além de um outro consórcio formado pela CETENCO Engenharia S.A., pela AGIS Construção S.A. e pela CONSBEM Construções e Comércio Ltda.

Por fim, o Lote 03 recebeu primeiramente a proposta do consórcio formado pela Mota Engil Engenharia e Construção S.A., pela OBRASCON Huarte Lain S.A. e pela MEIR Serviços e Construções Ltda.; com o projeto da empresa AG Construções e Serviços S.A. apresentado em seguida.

Apesar disso, o conteúdo das propostas apresentadas nesta segunda-feira segue em sigilo absoluto. Apenas os integrantes da Comissão Especial de Licitação têm acesso aos documentos apresentados pelas empresas.

A previsão do governo da Bahia é que a construção do novo modal tenha um custo de R$ 3,6 bilhões. A gestão estadual também negocia a compra de trens do VLT do Mato Grosso, pretendendo investir até R$ 700 milhões nos equipamentos. A previsão é que as obras do novo sistema de transporte público de Salvador se encerrem completamente em 2028. ( A Tarde)

Foto: Paul R. Burley

 

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.