segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5233 Dólar 5.1909

PROJETO DE LEI NO SENADO QUER PROIBIR A VENDA DE VEÍCULOS A GASOLINA E DIESEL ATÉ 2030. BYD É A MAIOR BENEFICIADA

Redação - 25/03/2024 17:32 - Atualizado 26/03/2024

A Comissão de Meio Ambiente do Senado analisa um projeto de lei antigo do senador Ciro Nogueira (PP-PI) que prevê o fim da venda de veículos a gasolina e diesel até 2030 e estabelece que sejam proibidos de circular no país a partir de 2040.

O projeto, que estava parado, deveria ter sido aprovado de forma terminativa na comissão, na semana passada, mas foi adiado. No entanto, segundo as lideranças no Senado, deve ser aprovado. Caso isso se confirme, ele seguirá diretamente para votação em plenário.

Isso pode beneficiar sobremaneira as empresas que tem projetos de carros híbridos com etanol, como a BYD. Nos bastidores, representantes das montadoras veem as digitais da BYD nessa movimentação pela ligação entre Ciro Nogueira e Alexandre Baldy, presidente do conselho da BYD, que também é do PP. Consultado, Baldy disse que não comenta ilações.

Montadoras afirmam que a Câmara é totalmente favorável à BYD e, por isso, já se reuniram com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), para barrar esse e outros projetos.

Outro projeto que escancara a disputa entre os veículos elétricos, liderados pela chinesa BYD, e os híbridos, defendidos pela Anfavea, a associação das montadoras é o Mover, programa do governo federal que estimula os híbridos, favorecendo particularmente o grupo chinês. O Mover define que a transição energética no setor será feita com motores híbridos e que os híbridos flex, que rodam com gasolina e etanol, terão mais incentivo. A Anfavea quer barrar esse projeto. Com informações da Folha de São Paulo.

 

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.