terça, 23 de abril de 2024
Euro 5.5465 Dólar 5.1694

WILSON SONS REGISTRA AUMENTO NA CABOTAGEM DE PRODUTOS PELO TECON RIO GRANDE PARA REGIÃO NORDESTE

LUIZA SANTOS - 29/02/2024 16:51 - Atualizado 01/03/2024

A Wilson Sons, maior operador de logística portuária e marítima do mercado brasileiro, obteve um expressivo crescimento nos resultados da cabotagem de produtos para a Região Nordeste, em 2023, pelo Tecon Rio Grande (RS). Em comparação a 2022, o terminal registrou incrementos no transporte marítimo pela costa brasileira de alguns produtos, tendo como destaque leite em pó e vinho, com aumentos de 227% e 106%, respectivamente. As embarcações, destinadas aos portos de Salvador, na Bahia, e Suape, em Pernambuco, tiveram como principal motivo a demanda crescente dos consumidores nordestinos para ambas as mercadorias.

Ao longo dos últimos 12 meses, o Tecon Rio Grande tem registrado um aumento constante e expressivo de leite em pó. Atualmente, o Brasil é o segundo maior consumidor domiciliar do produto no mundo, de acordo com a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), divulgada recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Estes fatores impactaram diretamente nos resultados de cabotagem apresentados em 2023 pelo terminal gaúcho, que registrou 757 contêineres, 517 a mais que 2022, equivalendo a 1.514 TEUs (unidade correspondente a um contêiner de 20 pés) ou 20.676 toneladas.

Em relação aos carregamentos de vinho, o terminal mais que duplicou o transporte marítimo pela costa brasileira. De acordo com a Wine Intelligence, divisão da IWSR Drinks Market Analysis, empresa que realiza análises do mercado de bebidas alcóolicas há mais de 50 anos, a Região Nordeste registrou um acréscimo de 4,5%, nos últimos três anos no consumo da bebida, acima da média brasileira, que é de 1,9%. Em números, foram 189 contêineres embarcados no Tecon Rio Grande, 97 a mais do que em 2022, representando 374 TEUs e um volume total de 5.096 toneladas.

Paulo Bertinetti, diretor-presidente do Tecon Rio Grande, observa que a indústria gaúcha vem obtendo cada vez mais espaço junto a consumidores de outros estados e regiões brasileiras. “O vinho representa nosso Estado por sermos um dos maiores produtores da bebida no Brasil e além da grande tradição no segmento, temos uma enorme capacidade de expansão de negócios para o restante do País”, comenta Bertinetti.

“A cabotagem é uma ótima opção para a indústria gaúcha desenvolver novos mercados e ganhar competitividade com sustentabilidade. O Tecon Rio Grande está totalmente preparado para realizar a operações logísticas como estas com segurança, eficiência e de modo sustentável”, completa.

Principal porta de entrada e saída de cargas do Rio Grande do Sul para o Brasil e o mundo, o Tecon Rio Grande tornou-se, ao longo de seus mais de 26 anos de operação, fundamental para o desenvolvimento econômico do Estado. Atualmente, conta com mais de 3 mil clientes, entre importadores e exportadores, e recebe as principais linhas que escalam o Brasil, oferecendo serviços semanais para todos os trades a partir de 11 clientes armadores.

O Tecon Rio Grande destaca-se como um dos quatro portos na costa leste da América do Sul com calado suficiente para atender navios New Panamax, além de possuir ampla capacidade e conectividade, com uma área total de 735 mil m². Com uma capacidade atual de 1,4 milhão de TEUs/ano, o Tecon Rio Grande é a principal via de acesso do Rio Grande do Sul para o Brasil e o mundo, fundamental para o desenvolvimento econômico do Estado. Atualmente, conta com mais de 3 mil clientes, entre importadores e exportadores, e recebe as principais linhas que escalam a América Latina, oferecendo serviços semanais para todos os trades a partir de todas as linhas de navegação.

Foto: Divulgação

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.