segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5077 Dólar 5.1905

SHOW DOS FILHOS DE GANDHY NA CONCHA NEGRA É ADIADO

Bruno Alves - 27/02/2024 16:21

O Afoxé Filhos de Gandhy, que se apresentaria no próximo dia 1º de março no projeto Concha Negra, terá seu show adiado

Uma nova data ainda será divulgada, mas os ingressos já adquiridos pelo público continuam válidos para a nova data, não havendo qualquer necessidade de troca ou substituição. Aqueles que, porventura, optarem pelo reembolso, devem entrar em contato com a Sympla, através da central de atendimento do site www.ajuda.sympla.com.br.

 

O projeto Concha Negra é realizado pelo Governo da Bahia através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) e o próprio Teatro Castro Alves, em alinhamento com a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial e dos Povos e Comunidades Tradicionais (Sepromi).

 

Nesta terceira edição do projeto Concha Negra, projeto que valoriza os mais variados estilos da cultura afrobaiana, como pagode, reggae, afoxé, pop e hip hop, a programação contará com seis atrações. São elas: Cortejo Afro (23 de fevereiro), Xella Orixá Convida (9 de março), Olodum (22 de março), Adão Negro (28 de março), SALCITY RAP (5 de abril) e Afoxé Filhos de Gandhy (a confirmar).

 

A programação do Concha Negra foi montada a partir de uma convocatória pública que contabilizou 44 propostas inscritas. Todos os shows serão antecedidos por uma performance de abertura, contemplando outras manifestações artístico-culturais da negritude da Bahia para além da música. Na execução dos espetáculos, os proponentes vão ter gratuidade de pauta e receberão toda a arrecadação de venda de ingressos.

 

 O Concha Negra é uma iniciativa que se compromete a fomentar a diversidade cultural da Bahia, suas tradições e patrimônios, garantindo o lugar da música afro-baiana na programação mensal da Concha Acústica do Complexo do TCA, maior equipamento cultural do estado. Sua realização parte de premissas das políticas reparatórias previstas na constituição do Estado da Bahia e no Estatuto da Igualdade Racial. Assim, o incentivo a mais um canal de visibilidade e acesso a esta produção se alinha a condutas que reconhecem a cidadania cultural, a importância da representatividade e a afirmação de identidades, combatendo preconceitos e valorizando a expressão das variadas manifestações humanas.  

 

Com um público total de mais de 30 mil pessoas, sem contar os telespectadores que assistiram às transmissões ao vivo na TVE Bahia, o Concha Negra teve sua primeira etapa entre setembro de 2017 e fevereiro de 2018, com shows de Filhos de Gandhy, Muzenza, Ilê Aiyê, Cortejo Afro, Olodum e Malê Debalê. A 2ª edição ocorreu entre novembro de 2019 e março de 2020, com ÀTTØØXXÁ, Ilê Aiyê, Sine Calmon e Morrão Fumegante, Olodum, Baco Exu do Blues, Lazzo Matumbi, Afropop – Margareth Menezes, Afrocidade e Luedji Luna e Núcleo de Ópera da Bahia – um último show, que reuniria Panteras Negras e Didá, foi cancelado devido à pandemia.  

Foto/Reprodução: Divulgação

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.