segunda, 15 de abril de 2024
Euro 5.5077 Dólar 5.1905

BAHIA LIDERA EXPORTAÇÕES DO AGRO NO NORDESTE EM JANEIRO, COM UM TOTAL DE US$ 521,4 MILHÕES

Emilly Lima - 21/02/2024 17:02 - Atualizado 22/02/2024

Em janeiro de 2024, a Bahia destacou-se no cenário nacional ao liderar as exportações do agronegócio no Nordeste, alcançando um total de US$ 521,4 milhões. Essa cifra representa um notável aumento de 56% nas vendas externas do estado em comparação com o mesmo período do ano anterior, conforme dados do sistema Agrostat, do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

O complexo soja emergiu como protagonista nesse cenário, contribuindo com mais da metade (50,4%) de todas as exportações do agronegócio baiano, somando US$ 263 milhões. Em seguida, destacam-se as vendas do setor de produtos florestais, alcançando US$ 120,6 milhões, e fibras e produtos têxteis, que atingiram US$ 66,4 milhões.

Para Wallison Tum, secretário da Agricultura da Bahia, esses números evidenciam a robustez e a diversidade do setor agropecuário baiano, consolidando o estado como um solo fértil para investidores de diversos segmentos agrícolas. Ele ressalta o compromisso em ampliar ainda mais a matriz econômica do estado.

No âmbito do Nordeste brasileiro, as exportações do agronegócio totalizaram US$ 967,7 milhões em janeiro de 2024. Os principais setores foram o complexo soja (US$ 332,2 mi), produtos florestais (US$ 193,2 mi) e complexo sucroalcooleiro (US$ 130,5 mi). Além da Bahia, destacaram-se Maranhão (US$ 152,5 mi) e Alagoas (US$ 62,9 mi).

No contexto nacional, as exportações de produtos do agronegócio atingiram um recorde para o mês de janeiro, totalizando US$ 11,72 bilhões em 2024, representando um aumento de 14,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em 2023, as exportações brasileiras do agronegócio atingiram um recorde de US$ 166,49 bilhões, evidenciando um crescimento de 4,8% em comparação a 2022, consolidando o setor como um pilar fundamental da pauta exportadora do país.

Foto: Divulgação/Seagri

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.