quarta, 22 de maio de 2024
Euro 5.553 Dólar 5.1251

NA SEMANA DA EDUCAÇÃO, PREFEITURA ENTREGA DUAS NOVAS ESCOLAS EM LUIZ ANSELMO COM INVESTIMENTO DE R$16 MILHÕES

Victoria Isabel - 20/02/2024 12:21

A Prefeitura de Salvador entregou nesta terça-feira (20) duas novas unidades de ensino que, juntas, terão capacidade para atender 690 alunos em tempo integral em Luiz Anselmo. A entrega do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Luiz Anselmo e da Escola Municipal Luiz Anselmo foi realizada pelo prefeito Bruno Reis e pelo secretário da Educação da capital baiana, Thiago Dantas, com a presença de autoridades e da comunidade escolar. O valor investido na reconstrução das duas unidades foi de R$16,5 milhões.

O prefeito destacou que esta é a semana da educação na capital baiana, lembrando que nesta segunda-feira (19) a gestão municipal já havia inaugurado a nova Escola Municipal Professora Anita Barbuda, no Nordeste de Amaralina, durante a abertura do ano letivo. Esta foi a primeira unidade do Município com piscina semiolímpica.

“Esta é a semana da educação. Ontem, fizemos a aula inaugural com a entrega de uma grande escola no Nordeste Amaralina. Hoje é um complexo educacional. Aqui foram entregues duas grandes unidades: um CMEI, onde as crianças começam aos dois anos de idade, estudam até aos cinco anos; e uma escola, onde elas vão dos cinco aos 12 anos e, portanto, fazem ensino infantil e fundamental. Com isso, a gente possibilita educação em tempo integral, as crianças aqui terão cinco refeições diárias, recebem todo o material pedagógico, todo o material escolar, com farda, mochila, tênis”, salientou.

Bruno Reis revelou ainda que, ao longo desta semana, novas unidades de ensino devem ser entregues pela Prefeitura. Ele lembrou que já foram 23 novas escolas inauguradas desde 2021 e outras 29 estão em construção ou terão obras iniciadas nos próximos dias. Com isso, ao final de 2024, serão 52 novas unidades na rede municipal. Ele salientou que o investimento da gestão municipal em infraestrutura da rede municipal supera a casa dos R$600 milhões.

“Nunca, em nenhum outro momento, se investiu tanto em infraestrutura escolar como nós estamos fazendo. Estamos fazendo isso porque queremos que as nossas crianças se sintam melhor nas nossas unidades do que na sua própria casa. É isso que fez que a gente já tenha reformado mais de 130 escolas, estamos climatizando todas as salas de aula e cobrindo todas as quadras poliesportivas. Nesse momento, os investimentos em infraestrutura superam a casa de R$600 milhões”, frisou.

Além disso, ressaltou Bruno Reis, a Prefeitura vem investindo em novo material pedagógico e na formação dos trabalhadores da educação. No final do ano passado, por exemplo, foi entregue o Centro de Formação de Professores Emília Ferreiro. “O objetivo agora é dar um salto em qualidade. Tenho certeza que com o tempo esse resultado vai vir e Salvador vai avançar e terá uma das melhores redes de educação do Brasil”, finalizou.

Estrutura – A Escola Municipal Luiz Anselmo possui uma área construída de 2.138,02 metros quadrados e terá capacidade para até 390 alunos em tempo integral. O novo prédio tem 13 salas de aula climatizadas, sala multiuso/auditório, quadra poliesportiva coberta, sala de Leitura, sala para Atendimento Educacional Especializado (AEE), parque Infantil, recreio descoberto e coberto, acessibilidade total, geração e utilização de energia solar e reutilização de água pluvial.

Com 2.095,46 metros quadrados de área construída, o Centro Municipal de Educação Infantil Luiz Anselmo, vai absorver as unidades CMEI Dr. Eliezer Audíface e CMEI CSU Major Cosme De Farias, com capacidade para 300 alunos em tempo integral. A nova unidade tem 12 salas de aula climatizadas, parque infantil, acessibilidade total, auditório, geração e utilização de energia solar e utilização de água pluvial.

O secretário Thiago Dantas afirmou que a gestão municipal vem apostando, nos últimos anos, em ampliar o ensino integral. Segundo ele, somente este ano serão 4 mil vagas a mais de ensino integral, totalizando cerca de 17 mil vagas em toda a rede. “Existem diversos estudos. A educação em tempo integral é uma tendência. Nos países desenvolvidos, quando se pensa em educação, já se pensa em educação em tempo integral. É comprovado que isso tem efeito direto nos indicadores de frequência, de aprendizagem, violência do entorno da comunidade, no sentido de melhorar esses indicadores. Então, a Prefeitura tem feito um investimento muito forte em ampliar as vagas em tempo integral”, disse.

Dantas destacou que as novas escolas que estão sendo entregues vão permitir à Prefeitura ampliar ainda mais o ensino integral. “No número global, quando essas 52 unidades estiverem prontas, a gente está falando de um crescimento de aproximadamente 40 mil vagas, o que vai permitir a gente fazer uma conversão muito grande de tempo parcial para tempo integral. Então, é uma estratégia que está definida, prioritária, e a gente vai trabalhar para consolidá-la na rede municipal de Salvador, com a maior abrangência possível”, afirmou.

Melhorias – Diretora do CMEI Luiz Anselmo há cerca de dez anos, Amélia Maria Dória Almeida destacou que a nova estrutura é toda voltada para atender às necessidades da educação infantil. “A estrutura adequada propicia uma condição melhor na execução do planejamento, das atividades para o ganho das habilidades necessárias para as crianças. Facilita muito o trabalho do profissional, do professor em sala de aula. E foi um ganho imenso, uma ampliação de vagas, agora com o turno integral, para acolher nossas crianças. A comunidade está muito feliz”, disse ela, salientando que a unidade conta com 11 turmas.

Diretora da Escola Municipal Luiz Anselmo há dez anos, Cristina Santos de Souza disse que a nova unidade conta com uma estrutura adequada. “Nós estamos todos muito felizes. São 13 salas de aula com educação integral em tempo integral. Então, as crianças da comunidade vão ficar de 8h até 17h10, recebendo refeições, então vai ser uma educação completa, em que o intelecto, o social, tudo vai estar envolvido no processo da aprendizagem das crianças”, ressaltou ela, que já trabalha na escola há 17 anos.

A dona de casa Monalisa Gamas, 31 anos, tem duas filhas que estudam no complexo inaugurado nesta terça. Ela comparou a estrutura das antigas unidades com os novos equipamentos e comemorou a obra. “Havia problemas nas antigas estruturas. Agora, as escolas viraram referência, vai melhorar mais ainda para as minhas filhas e para a comunidade”, disse.

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.