segunda, 15 de julho de 2024
Euro 5.9338 Dólar 5.4493

BAHIA ENCARA O RIVER-PI PELA COPA DO NORDESTE

João Paulo - 10/02/2024 10:00 - Atualizado 10/02/2024

Invicto e com 100% de aproveitamento na temporada, o time principal do Bahia voltará as atenções para a Copa do Nordeste. Nada de Carnaval para o elenco do Esquadrão. Neste sábado, o foco estará na partida contra o River, no estádio Albertão, em Teresina, às 16h, pela segunda rodada do torneio. O tricolor largou bem no Nordestão, venceu o Sport em casa por 2×1, e agora busca o primeiro triunfo longe dos seus domínios. Apesar do embalo que o time vive, o técnico Rogério Ceni prega cautela.

Contra o Itabuna, pelo estadual, o clube azul, vermelho e branco usou o elenco reserva e goleou por 5×0, mas a dificuldade em colocar a bola na rede no primeiro tempo voltou a chamar atenção. Diante do River, a ideia é manter o estilo de jogo com maior posse de bola para dominar o adversário, o que tem sido a tônica da equipe neste início de ano. O treinador, no entanto, entende que será um jogo de paciência.

“Acho que temos que ter um pouco de calma. Alguns times oferecem bastante resistência, outros times não oferecem tanta resistência. Mas para um ano todo, para quando você entrar em jogos mais complicados, acho que falta muito ainda para a gente chegar em um ponto que seja ideal. Claro que todos ficam empolgados, mas temos que ter calma. Ainda existem carências que precisamos ajustar”, analisou Ceni.

O treinador, aliás, deve escalar força máxima no Albertão. Depois da estreia contra o Sport, Rogério poupou a maioria dos titulares. Everton Ribeiro, por exemplo, não saiu do banco de reservas com o Itabuna. O camisa 10 já marcou dois gols na temporada. Quem ainda não está disponível para o confronto é o volante Rezende. Ele se recupera de um estiramento no ligamento do joelho e, nos últimos dias, iniciou a fase de transição física no campo. O camisa 5 só voltará a atuar depois do Carnaval.

“Precisamos vencer. A Copa do Nordeste é diferente do Baiano. A campanha é muito importante por causa do jogo único nas quartas de final. Quando fomos campeões lá com o Fortaleza, jogamos todos os jogos decisivos em casa, e isso faz diferença. A campanha na fase de classificação tem tendência a decidir na fase final”, completou o comandante.

Crédito: Tiago Caldas/EC Bahia

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.