quinta, 30 de maio de 2024
Euro 5.6372 Dólar 5.2038

CONSUMO EM SUPERMERCADOS DO NORDESTE CRESCE 18,9% EM 2023

LUIZA SANTOS - 18/01/2024 16:59 - Atualizado 19/01/2024

A apuração da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), em parceria com a Alelo, bandeira especializada em benefícios, incentivos e gestão de despesas corporativas, revela que o volume de compras e o valor gasto em supermercados avançou em todas as regiões brasileiras nos últimos 12 meses, com o Nordeste representando altas de 13,8% e 18,9%, respectivamente. Também houve um crescimento nos resultados acumulados de 2023, com uma melhora de 11,1% e 16,9%, respectivamente.

Já com relação aos restaurantes da região, foi observada uma queda tanto no número de compras quanto no valor transacionado dos últimos 12 meses, com -12,8% e -1%, respectivamente. No acumulado de 2023, os dois valores também apresentaram baixas, de -10,1% e -1,5%, respectivamente.

Considerando os resultados acumulados no ano de 2023, os supermercados apresentaram um volume de vendas 8,8% superior ao de 2022. Já em termos de valor (faturamento), o crescimento chegou a 16,6% no ano recém encerrado, impulsionado pela alta de 6,6% no valor médio por transação. Em relação aos restaurantes, houve um volume de vendas 2,1% inferior ao de 2022. Já em termos de valor (ou seja, em faturamento), houve um aumento de 3,7% nas vendas, em paralelo ao 5,9% no valor médio por transação

Já no mês de novembro, os supermercados registraram queda no número e valor das transações efetuadas em dezembro de 2023. Contudo, na comparação com o mesmo mês de 2022, os estabelecimentos apresentaram crescimento mensal de 10,3% no número de transações e de 16,2% no valor transacionado. Esses resultados vão de encontro com os dados divulgados pelo IBGE sobre os preços da alimentação no domicílio, medidos pelo IPCA, que registraram alta de 1,3% em dezembro/2023. Ao longo de 2023, os preços deste subgrupo recuaram 0,5%.

Assim como os supermercados, na comparação com novembro, os restaurantes também registraram retração nos dados de dezembro de 2023. Já na em relação ao mesmo período de 2022, os resultados do segmento envolveram uma queda de 5,8% no número de transações efetivadas, contrastando com ligeiro incremento no valor das vendas (+0,4%), sustentado pelo aumento de 6,6% no valor médio por transação. Os valores apresentados mensais se opõem aos números do IPCA/IBGE em relação aos preços da alimentação fora de domicílio (que incluem refeições), que apresentaram um incremento de 0,5% em dezembro/2023. Em 2023, a inflação acumulada neste subgrupo foi de 5,3%.

Foto: Pixabay

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.