quarta, 19 de junho de 2024
Euro 5.8403 Dólar 5.4427

DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO DEVE MOVIMENTAR R$291 BILHÕES NA ECONOMIA

LUIZA SANTOS - 21/11/2023 09:05

A economia brasileira deve receber uma injeção de aproximadamente R$ 291 bilhões com o pagamento do décimo terceiro salário. Levantamento recente realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), aponta que este valor representa aproximadamente 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB).

Tratando-se dos trabalhadores formais incluindo empregados domésticos, estes representam 69% do total, o equivalente a cifra de R$ 201,6 bilhões. Vale lembrar que no caso dos aposentados e pensionistas, o pagamento deste ano foi antecipado para os meses de maio e junho, tanto para quem recebe até um salário mínimo (R$ 1.320), quanto para beneficiários que recebem acima do piso.

A maior média a ser paga será para os trabalhadores do setor de serviços, com média 4.460. Na sequência, os beneficiários da indústria, com valor médio de R$ 3.922, o setor primário da economia é o que representa a menor média com apenas R$ 2.362. Para Fernando Lamounier, educador financeiro e diretor da Multimarcas Consórcios, este é um período em que o brasileiro tem que refletir antes de gastar, verificando o que consegue resolver das pendências acumuladas do ano.

“O consumidor deve estabelecer quais são as demandas mais urgentes e utilizar o valor extra para eliminá- las antes do fim do ano, assim evita juros altos e dívidas a longo prazo”, explica o especialista. Segundo dados divulgados pelo mapa da inadimplência do Serasa, só no Distrito Federal, mais de 52% das pessoas estão inadimplentes, mais de 1 milhão e 200 mil pessoas que não conseguem liquidar suas dívidas. O especialista recomenda não agir pela impulsividade por conta do valor extra e evitar grandes compras que comprometam o saldo.

A primeira parcela do décimo terceiro precisa ser paga até o dia 30 de novembro. Nesta parcela, é pago 50% do salário bruto, sem os descontos. Entram na conta ainda outras verbas de natureza salarial, como horas extras, comissões e adicionais noturno, de periculosidade e de insalubridade. A segunda parcela pode ser quitada até o dia 20 de dezembro. Nesta parcela, são feitos os descontos, como o de contribuição ao INSS e do Imposto de Renda. Ou seja, a segunda parcela é menor que a primeira.

FOTO: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.