segunda, 15 de julho de 2024
Euro 5.9719 Dólar 5.4766

HOJE (8), PROJETO QUABALES MINISTRA OFICINA DE MUSICALIZAÇÃO PELO TAMAR CULTURAL

Victoria Isabel - 08/11/2023 08:44 - Atualizado 08/11/2023

Para fechar com chave de ouro a edição 2023 do TAMAR Cultural na Bahia, o Projeto Tamar traz para sua programação no Centro de Visitantes da Praia do Forte uma rodada especial da Oficina de Musicalização com materiais recicláveis, nesta quarta-feira (8). Desta vez, quem conduz a oficina, que acontece em dois horários – 9h e 10h30 – é o cofundador do Projeto Quabales, Marivaldo dos Santos, integrante brasileiro do STOMP, um dos grupos percussivos mais famosos do mundo, em cartaz há mais de 20 anos na Broadway. A oficina, voltada para estudantes da rede pública da região, tem entrada gratuita e vagas limitadas.

O Quabales é um projeto socioeducativo cultural que acontece no Nordeste de Amaralina, idealizado pelo multi-instrumentista, compositor, produtor e performer Marivaldo dos Santos, antigo morador do bairro que nunca desviou o olhar de suas origens. Batizado com o mesmo nome do instrumento criado por ele, o Projeto Quabales contempla teoria musical, violão, percussão, break dance, performance percussiva, canto e percussão eletrônica, tendo como grande diferencial a produção de instrumentos musicais não convencionais a partir de material reciclado e transformando o “lixo” em cultura. É uma experiência que proporciona aos jovens a oportunidade de conscientização, aprendizado e de enxergar novas possibilidades frente à difícil realidade da qual fazem parte.

“O Projeto Quabales nasceu em 2012 e começou com trinta alunos. Hoje, já tem 450 inscritos e, dentro desse contexto, além de aulas de violão, canto, dança, capoeira e percussão, nós fazemos uma transição de instrumentos tradicionais para os não tradicionais, feitos com plástico, garrafa, vassoura, balde. A minha ideia é levar para o Projeto Tamar esses materiais e a gente vai trabalhar muito com o corpo, que também é um instrumento musical, fora esses objetos. Eu espero que os alunos também tragam alguns objetos que queiram colocar dentro dessa orquestra sustentável que nós vamos criar dentro do workshop. Acho que vai ser muito bacana, vamos trabalhar não só a parte musical, mas da música em conjunto, pois ninguém faz nada sozinho, e essa é a ideia desse projeto e desse workshop. Iremos trabalhar juntos em uma música na qual todo mundo tem sua parte que a faz ser completa”, comenta Marivaldo dos Santos.

No último sábado (4), o projeto Brazil Afro Symphonic (BAS), com Armandinho Macêdo, Olodum e Maestro Yacoce Simões, encerrou a programação anual do TAMAR Cultural na Bahia. No mesmo dia, ocorreu uma oficina aberta ao público de Arte e Sustentabilidade, ministrada pelo artista visual e graffiteiro Diogo Galvão. Durante a atividade, crianças e adultos aprenderam a produzir obras de arte originais a partir de materiais recicláveis, entre outros objetos sustentáveis.

A terceira edição do Tamar Cultural é apresentada pela Braskem, via Lei de Incentivo à Cultura, e conta também com o patrocínio da Unigel, com realização da Trevo Produções, Projeto Tamar, Ministério da Cultura e Governo Federal União e Reconstrução. Além de shows, a programação também promove oficinas de musicalização e de reciclagem que trazem como pano de fundo uma importante mensagem sobre sustentabilidade. “Incentivar as famílias a refletirem e a praticarem o descarte adequado dos resíduos, em um festival como este, reforça o papel de cada um de nós na construção de um futuro mais sustentável”, afirma Laís Campos, responsável por Marketing e Comunicação da Braskem na Bahia.

Foto: divulgação

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.