quinta, 18 de julho de 2024
Euro 6.0049 Dólar 5.494

EM SETEMBRO, PREVISÃO PARA SAFRA BAIANA DE GRÃOS EM 2023 SE MANTÉM DE NOVO RECORDE, 6,9% ACIMA DE 2022

João Paulo - 10/10/2023 13:00

A nona estimativa para a safra baiana de cereais, leguminosas e oleaginosas (também conhecidos como grãos) manteve, em setembro, a previsão de que a produção deve chegar a 12.147.984 toneladas neste ano de 2023, batendo o recorde e ficando 6,9% acima (+786,3 mil t) do que foi colhido em 2022 (11.361.707 toneladas). Não houve nenhuma mudança para essa estimativa frente a agosto.

Frente a 2022, o algodão herbáceo é o grão com a maior previsão de crescimento de safra na Bahia, tanto de forma absoluta, quanto relativa. Neste ano, o estado deve colher 1.741.230 toneladas de algodão, 29,1% a mais do que em 2022, quando a produção foi de 1.349.109 toneladas (mais 392.121 toneladas).

Esse aumento se dá tanto pela maior área plantada, que passou de 290,4 mil para 363,0 mil hectares (+25,0%), quanto o avanço no rendimento médio, que passou de 4.646 para 4.797 kg/hectare (+3,3%). Já o principal produto agrícola da Bahia, a soja, deverá ter o segundo maior crescimento absoluto na safra, frente a 2022, passando de 7.240.680 para 7.565.940 toneladas, que representam 62,3% de toda a safra de grãos baiana prevista em 2023.

O aumento de 325.260 toneladas ou 4,5% frente a 2022 na safra de soja se deu, exclusivamente, pelo aumento da área plantada, que passou de 1,823 milhão para 1,905 milhão de hectares. O rendimento médio permaneceu igual, 3.972 kg/hectare.

No Brasil como um todo, a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas deve registrar novo recorde em 2023, totalizando 318,1 milhões de toneladas. Trata-se de um valor 20,9% maior, representando mais 54,9 milhões de toneladas colhidas frente a 2022 (263,2 milhões de toneladas). Na comparação com o previsto em agosto, houve alta de 1,5%, com acréscimo de 4,8 milhões de toneladas.

A partir das informações da estimativa de setembro, a Bahia segue, em 2023, com a sétima maior produção de grãos do país, sustentando participação de 3,8% do total nacional. Mato Grosso continua na liderança, com 31,3% da safra brasileira de grãos, seguido por Paraná (14,8%) e Goiás (10,1%).

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) é realizado mensalmente pelo IBGE. O grupo de cereais, leguminosas e oleaginosas (grãos) engloba os seguintes produtos: arroz, milho, aveia, centeio, cevada, sorgo, trigo, triticale, amendoim, feijão, caroço de algodão, mamona, soja e girassol.

Imagem de Wolfgang Eckert por Pixabay

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.