sábado, 22 de junho de 2024
Euro 5.8473 Dólar 5.4623

LULA DÁ OS PRIMEIROS PASSOS COM ANDADOR ANTES DA EXPECTATIVA DOS MÉDICOS

João Paulo - 30/09/2023 07:56

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi submetido a uma cirurgia para a implantação de uma prótese no quadril direito, na tarde desta sexta-feira, no Hospital Sírio-Libanês, em Brasília. A operação foi realizada sem intercorrências, segundo a equipe médica, e à noite ele já deu os primeiros passos, com a ajuda de um andador, no quarto para o qual foi transferido. A expectativa inicial era que o presidente só iniciasse leves caminhadas neste sábado.

A operação ortopédica durou pouco mais de uma hora, das 12h às 13h13m. Ele passou por uma artroplastia total de quadril e colocou uma prótese híbrida, que tem parte fixada com cimento ósseo e outra encaixada diretamente no osso. Sete médicos acompanharam a cirurgia. Roberto Kalil Filho, médico pessoal de Lula; Ana Helena Germoglio, médica da Presidência; e o ortopedista Giancarlo Polesello, que comandou a cirurgia, deram uma entrevista coletiva no fim da tarde.

O chefe do Executivo também passou por um procedimento para a correção da pálpebra. A intervenção para a remoção do excesso de pele ocorreu das 15h às 16h16m e foi realizada pela médica Eliana Forno. Esse procedimento não exige cuidados pós-operatórios complexos, segundo a equipe. — Ele tinha alterações que atrapalhavam o dia a dia — afirmou Kalil, acrescentando que aproveitou-se, então, o efeito da anestesia geral a que o petista foi submetido para a realização da intervenção no rosto.

Polesello tinha a expectativa de que Lula conseguisse deixar a cama neste sábado para dar os primeiros passos, mas na noite de sexta o petista já havia firmado os pés no chão. Na coletiva, o médico afirmara que o presidente estava com forças nos membros inferiores e, por isso, a equipe planeja que ele se levantasse e se exercitasse “o mais rápido possível”. ‘Passou da hora de estudar mais’: Senadora Mara Gabrilli acusa Lula de capacitismo após fala sobre andador e muleta. — Isso porque evitam-se complicações. Desde que o paciente consiga, esteja consciente, recupere sua força muscular — explicou o médico.

À noite, Lula já havia falado de trabalho e política, contou Ana Helena ao portal g1. ‘Sempre bonito’: Fala de Lula sobre uso de andador gera críticas de entidades e até da base aliada. Segundo Polesello, o presidente deve continuar sentindo dores fortes por duas semanas. Depois, elas devem diminuir, com expectativa de serem eliminadas até a sexta semana, disse o médico. Até lá, de acordo com ele, é esperado o paciente tenha uma “boa cicatrização” e que esteja “andando com carga total e equilíbrio para ter independência nas atividades do dia a dia”.

Foto: Sajjad Hussain/AFP

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.