segunda, 17 de junho de 2024
Euro 5.82 Dólar 5.4259

CASOS DE AIDS NA BAHIA PREOCUPAM SESAB

Redação - 07/12/2022 10:52 - Atualizado 07/12/2022

A desigualdade socioeconômica e outros fatores também preocupam; é o que aponta relatório da Unaids divulgado último dia 30

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), os casos de pessoas com HIV e Aids são preocupantes. Em 2021, foram notificados 2.424 casos de HIV e 1.047 de Aids em adultos, que representam taxas de detecção equivalentes a 16,2 e 7,0 por 100 mil habitantes, respectivamente.

Já em menores de cinco anos, foram registradas oito crianças com Aids, enquanto em gestantes foram 442 casos. Já os óbitos pela doença chegaram 685 mortes.

Segundo a Sesab, os dados relativos a 2022 ainda são preliminares, mas apresentam um quantitativo expressivo em relação ao número de casos, tendo registrado 1.818 casos de HIV, 793 casos de Aids e 493 óbitos. 

Os grandes responsáveis por isto são as desigualdades socioeconômicas, de gênero, o racismo e a falta de acesso ao tratamento, já que a população preta tem sido os mais afetada quando comparada aos brancos.

Isto, inclusive, tem impactando profundamente a meta de fazer a doença deixar de representar uma ameaça à saúde pública até 2030.

O cenário é apontado pelo novo relatório ‘Desigualdades perigosas’, do Programa das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), divulgado na última terça (29).

O documento foi apresentado às vésperas do Dia Mundial de Combate à Aids, em 1º de dezembro.

Foto: Divulgação/Sesab

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.