DEMIR LOURENÇO – PORTO DE SALVADOR: 109 ANOS CONECTANDO O BRASIL COM O MUNDO

DEMIR LOURENÇO - PORTO DE SALVADOR: 109 ANOS CONECTANDO O BRASIL COM O MUNDO

Em maio o Porto de Salvador completou 109 anos. Conectado com o centro histórico da cidade, situado na ponta da península, próximo à Bahia de Todos-os-Santos, foi inaugurado oficialmente apenas em 1913, sendo o primeiro porto brasileiro. No entanto, o local recebe atividades portuárias desde o ano de 1816, quando era administrado pela antiga Colônia, e se chamava Porto do Brasil.

Contexto do Porto de Salvador
Por vários anos, antes mesmo de sua inauguração oficial, foi um dos principais polos da economia de toda a América do Sul, chegando a ser o maior porto do hemisfério sul até meados do século XIX. Além disso, possui uma relação direta com todo o desenvolvimento da cidade, cujo legado arquitetônico e histórico segue encantando visitantes do mundo inteiro que por aqui passam.

Além das imagens postais da exuberante Baía, a região conta com relevantes patrimônios históricos e culturais da memória nacional, a exemplo da Associação Comercial da Bahia – ACB, entidade de classe mais antiga do Brasil, nascida em 1811, e onde tivemos o primeiro escritório da Wilson Sons, em 1837. O prédio da instituição passou a ser emblemático da fase de quando a região ainda não contava com o aterramento que tem hoje, o qual foi de grande importância para viabilização das atividades comerciais visto que saveiros desembarcavam mercadorias através do cais que existia junto à escadaria que hoje dá acesso à associação.

Conexão Porto-cidade
Retornando ao Porto, é impressionante o desconhecimento da comunidade quanto à importância para a sua vida, o seu dia-a-dia e a percepção incutida no inconsciente coletivo de que a atividade portuária ainda é realizada como o era décadas atrás. O Porto é essencial para a competitividade e baixos custos da comunidade que atende. Mais de 90% das exportações e importações brasileiras passam pelos portos, enquanto que a cabotagem reduz distâncias e emissões de CO2 na atmosfera. Os portos brasileiros hoje dispõem de tecnologias, equipamentos e sistemas similares aos melhores disponíveis no mundo. Cidades do mundo todo reconhecem seus portos como importantes vetores de desenvolvimento econômico, participando ativamente do seu planejamento e crescimento, como acontece em Hamburgo, Rotterdam, Antuérpia, Los Angeles e Shanghai.

Há algumas informações que todo baiano deve tomar para si, para que compreenda a importância e proximidade da atividade portuária com a sua vida e dos seus familiares, e da relevância da relação Porto – Cidade, cujo compartilhamento de valor também se dá através da disseminação do conhecimento.
• O Porto de Salvador se destaca no cenário nacional e internacional a partir do crescimento e desenvolvimento da indústria baiana e de toda hinterlândia produtiva dos diferentes tipos de cargas movimentadas no porto.
• Com localização estratégica, possui uma ampla área de influência que contempla outros estados e regiões, tais como: Norte de Minas Gerais, Sul do Tocantins, Mato Grosso, Goiás, Espírito Santo, Sergipe, Alagoas, Oeste de Pernambuco e Piauí.

Uma de suas conexões mais importantes é com o Polo Industrial de Camaçari, um dos principais núcleos industriais do Nordeste, que responde por 22% do PIB da indústria de transformação do Estado e 30% de toda a exportação da Bahia para o mundo, de acordo com o @COFIC. A apenas 40km de distância do porto, abriga mais de 90 empresas químicas, petroquímicas, indústrias de pneus, celulose, têxtil, fertilizantes, bebidas, serviços, entre outras.

Demandas de diversas indústrias se valem do modal marítimo para a movimentação de seus insumos, equipamentos e mercadorias, mas atividade portuária também esteve presente em importantes marcos na história do desenvolvimento industrial da Bahia.
Em 2013 o Tecon Salvador, unidade de negócios da Wilson Sons atuante no porto baiano, realizou a operação logística da construção de toda a planta de uma das maiores empresas do Polo Industrial de Camaçari, a BASF. Também atuou em projetos que expandiram outras plantas industriais de importantes players da cadeia de suprimentos, clientes do terminal e grandes protagonistas nessa jornada de conexão da Bahia com o mundo, tais como Bracell, Elekeiroz, Enerflex, etc.

Competência e eficiência atraem cargas que, por uma análise apenas geográfica, deveriam ser movimentadas em portos concorrentes. Por essas águas tropicais já atracaram 13 navios com equipamentos do maior Parque Eólico da América do Sul, hoje erguido no Piauí. Todos esses diversos equipamentos e contêineres movimentados, de alguma forma direta ou indireta, estão presentes na vida de cada cidadão. Já operamos cargas para a construção de termelétricas, chapas metálicas para manutenção de refinarias, trilhos para ferrovias e milhares, mas milhares de contêineres cujas cargas e destino alcançaram pessoas daqui e mundo afora sob diversas vertentes de abastecimento e serventia.

Ao mergulhar brevemente nessa história, é possível entender porque o Porto de Salvador é tão potente e fascinante. O desenvolvimento, a economia e a melhoria da qualidade de vida de toda a comunidade baiana claramente passam por aqui. Será por aqui também que seguiremos evoluindo, escrevendo essa história focada no humano, na experiência dos clientes e em soluções logísticas que resultem na atratividade de negócios e investimentos para o Nordeste, através do desenvolvimento sustentável e da realização legítima do nosso propósito.

Demir Lourenço é diretor executivo do Tecon Salvador, unidade de negócios da Wilson Sons.