PRÉ-SAL: PETROBRAS BATE RECORDES DE PROCESSAMENTO DE PETRÓLEO

PRÉ-SAL: PETROBRAS BATE RECORDES DE PROCESSAMENTO DE PETRÓLEO

Por Redação

A Petrobras bateu recordes de processamento de petróleo do pré-sal em suas refinarias. No 1º trimestre de 2022,  em média, 65% da carga de petróleo processada nas refinarias da companhia teve origem no pré-sal brasileiro, recorde trimestral. Em fevereiro de 2022, foi atingido o recorde mensal de volume processado do pré-sal, com 66%. As informações foram divulgadas nesta terça-feira, 17, dia em que os municípios baianos foram comunicados sobre o repasse de R$ 192 milhões da Cessão Onerosa do pré-sal.

“A capacidade de processamento de óleos do pré-sal vem se expandindo por meio investimentos no parque de refino. Esses investimentos trazem maior flexibilidade operacional e logística para a Petrobras e possibilitam a companhia dar melhor aproveitamento a esses petróleos, inclusive no mercado nacional”, destacou a gerente executiva de Refino da Petrobras, Elza Kallas, em nota.

A Petrobras afirma que o aumento da parcela destes petróleos, entre os processados nas refinarias da empresa, decorre do crescimento da produção do pré-sal e da valorização dos derivados produzidos a partir dele.

 

Foto: REUTERS/Paulo Whitaker