ABRASEL: BARES E RESTAURANTES REGISTRAM PREJUÍZO EM FEVEREIRO

ABRASEL: BARES E RESTAURANTES REGISTRAM PREJUÍZO EM FEVEREIRO

Após quase dois anos do começo da pandemia da Covid-19, bares e restaurantes ainda enfrentam dificuldades para operar. Levantamento da Abrasel divulgado nesta sexta-feira,8, mostra que 38% dos estabelecimentos do país estabelecimentos tiveram prejuízo em fevereiro.

O resultado representa melhora significativa em relação a janeiro (43%), mas ainda acima do número de dezembro (31%) – que foi o melhor mês desde março de 2020. Outros 26% realizaram lucro (também uma melhora em relação a janeiro, 22%) e 34% ficaram em equilíbrio, indica o levantemento.

Para Paulo Solmucci, presidente da Abrasel, o desempenho ainda teve reflexos do pico de infecções causado pela variante ômicron no começo do ano. “Hoje já funcionamos praticamente sem restrições na maior parte do país. Mas outros fatores, como as parcelas dos financiamentos em atraso e a inflação dos insumos, que não foi repassada para os cardápios, influenciam no resultado”, afirma a presidente, em nota.

O quadro faz com que 45% das empresas que estão no Simples (que representam 85% do total de respondentes) estejam com parcelas atrasadas. Destas, 69% pretendem aderir ao Relp, programa de refinanciamento. Elas têm até o dia 29 de abril para resolver pendências e viabilizar sua adesão ao programa para renegociar os débitos, estejam elas ou não inscritas na dívida ativa. A pesquisa mostra que 19% dizem não ter como aderir ao Relp até esse prazo.

 

Foto: Reprodução/Abrasel