VEREADORES ENVIAM OFÍCIO PARA QUE TCE INVESTIGUE INFRAÇÕES EM CONTRATO DO VLT DO SUBÚRBIO

VEREADORES ENVIAM OFÍCIO PARA QUE TCE INVESTIGUE INFRAÇÕES EM CONTRATO DO VLT DO SUBÚRBIO

Por Redação

Em nota enviada ao Bahia Econômica, os vereadores Claudio Tinoco (União) e Orlando Palhinha (União) informaram que solicitaram nesta quarta-feira, 23, que o Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE-BA) investigue infrações de ordem financeira e orçamentária, além de improbidade administrativa relacionada à obra do VLT do Subúrbio pelo governo estadual.

Em reunião realizada hoje com o presidente do TCE-BA, Marcus Presídio, os vereadores protocolaram ofício apresentando questionamentos acerca da obra que não foram respondidos anteriormente, via acesso de lei à informação, pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur), gerida por Eures Ribeiro.

Os vereadores contestam a justificativa para o acr̩scimo no valor do contrato inicial Рde mais de R$ 2,8 bilh̵es que ̩ muito maior do que divulgado na ̩poca da assinatura Рde R$ 1,5 bilḥo ; e questionam a composi̤̣o detalhada do ajuste do contrato para composi̤̣o detalhada do valor do ajuste do contrato para R$5,2 bilh̵es, acrescendo em 83% o seu valor original.

Eles ainda solicitam apuração sobre o aporte financeiro feito entre a Fase 1 e a Fase 2 que saltou de R$ 100 milhões para R$ 390 milhões e se o valor de contraprestação do governo – de R$152,9 milhões – será feito uma vez ou anualmente.

Foto: Reprodução