segunda, 17 de junho de 2024
Euro 5.8004 Dólar 5.4184

LUDMILLA MONTA ESTRATÉGIA PARA SALVAR BRUNNA E É ACUSADA DE CORRUPÇÃO

Redação - 22/02/2022 13:56 - Atualizado 22/02/2022

A cantora Ludmilla não tem medido esforços para que sua esposa, Brunna Gonçalves, não seja eliminada no paredão de hoje do “BBB 22” (TV Globo), mas há quem esteja incomodado com a estratégia adotada pela artista nos mutirões em defesa da amada. Por meio de seu perfil no Twitter, Ludmilla repercutiu a sugestão do ex-BBB Matheus para ela puxar um mutirão em defesa de Brunna valendo dois ingressos para o show do “Numanice”, seu novo álbum de trabalho, que acontecerá em 5 de março, no Rio de Janeiro.

Nos comentários, porém, um internauta comparou a estratégia da cantora ao voto de cabresto, bastante comum no período que compreendeu a chamada primeira república do Brasil, e apontou que a funkeira estaria agindo de forma corrupta. “Isso que a Ludmilla está fazendo é voto de cabresto, voto comprado, por isso o Brasil não muda, até na votação do ‘BBB’ há corrupção. Que vergonha! Boninho deveria colocar um limite, muito feio e injusto com os outros participantes”, escreveu o internauta, revoltado.

“Isso que a Ludmilla está fazendo é voto de cabresto, voto comprado, por isso o Brasil não muda, até na votação do ‘BBB’ há corrupção. Que vergonha! Boninho deveria colocar um limite, muito feio e injusto com os outros participantes”, escreveu o internauta, revoltado.

Em seguida, a influenciadora Josy Ramos defendeu a estratégia de Ludmilla e contrariou o internauta, ao apontar que, durante o “BBB 20”, os jogadores de futebol que defendiam a permanência do ator Babu Santana sorteavam camisas a “absolutamente ninguém falou uma A”. “Na época do Babu os jogadores de futebol sortearam camisa e absolutamente ninguém falou um A. Agora até de corrupção falam porque a Lud está apoiando a esposa… Ai, sinceramente viu”, escreveu a influencer, que ganhou o apoio da cantora.

 

Fonte: reproduçõa/uol

Copyright © 2023 Bahia Economica - Todos os direitos reservados.