FURTOS DE GRELHAS DE SARJETA EM SALVADOR CAUSARAM PREJUÍZOS DE QUASE R$100 MIL

FURTOS DE GRELHAS DE SARJETA EM SALVADOR CAUSARAM PREJUÍZOS DE QUASE R$100 MIL

A Secretaria de Manutenção da Cidade (Seman) teve um prejuízo estimado em quase R$100 mil, no último ano, apenas com o reassentamento de tampas em ferro fundido dos poços de visita e na reposição de grelhas de sarjeta em Salvador. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 18.

Os dispositivos fazem parte do sistema de drenagem de águas pluviais. As grelhas ajudam no escoamento das águas e impedem que objetos caiam nas galerias e ramais, e os poços de visita dão acesso às redes de serviço subterrâneo, córregos e rios canalizados e cobertos.

Ao todo, 865 tampas de ferro fundido foram assentadas em 2021, entre as quais cerca de 61 foram furtadas. O total de grelhas colocadas no mesmo período foi 879, das quais uma média de 132 foi furtada. O diretor de Manutenção da Infraestrutura Urbana, Marcílio Bastos, afirma que o maior índice de furtos ocorre na Península de Itapagipe (principalmente na região da Colina Sagrada, Humaitá e Praça Irmã Dulce) e na orla (principalmente no trecho de Itapuã).

O último furto registrado pela Seman ocorreu na Rua Nilo Peçanha, na última quinta-feira, 13. A população pode informar o furto e solicitar o reparo dos dispositivos através do telefone 156, do aplicativo Fala Salvador ou do portal www.falasalvador.ba.gov.br. O pedido pode ser feito também presencialmente nas Prefeituras-Bairro, com agendamento a ser feito pelo site www.horamarcada.salvador.ba.gov.br.

 

Foto: Reprodução