PEDIATRAS ACIONAM MPF APÓS DEPUTADA VAZAR DADOS DE MÉDICOS

PEDIATRAS ACIONAM MPF APÓS DEPUTADA VAZAR DADOS DE MÉDICOS

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou nota nesta segunda-feira, 17, informando que acionou o MPF (Ministério Público Federal), ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados) e Conselho de Ética da Câmara Federal para investigar a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) após vazamento de dados de médicos.

A parlamentar divulgou CPF, celular e e-mail dos médicos Isabella Ballalai, vice-presidente da SBI (Sociedade Brasileira de Imunizações), Marco Aurélio Sáfadi, da SBP, e Renato Kfouri, diretor da SBI. As informações foram compartilhadas na internet durante audiência pública do Ministério da Saúde, que discutiu a vacinação de crianças.

A deputada bolsonarista admitiu que compartilhou os documentos após envio pelo Ministério da Saúde. A declaração foi dada à colunista Malu Gaspar, do jornal O Globo. “Solicitei ao Ministério da Saúde os termos, e eles me passaram sem restrições. Compartilhei em um grupo de ‘zap’ de médicos. Quando me avisaram no Ministério da Saúde que alguém havia postado, pedi imediatamente que quem o fez, removesse. Mas o ministério me informou que os documentos iriam para o site. Por isso entendi que eram públicos”, disse.

No texto divulgado pela entidade, os pediatras dizem que o gesto praticado pela deputada Bia Kicis não pode ficar impune. “A SBP ressalta que os procedimentos adotados estão descolados de qualquer debate político, partidário, ideológico ou mesmo técnico-cientifico. As representações, queixas e denúncias apresentadas visam unicamente defender o respeito ao sigilo de informações de médicos em situação de trabalho, as quais estavam na oportunidade protegidas pela lei”, acrescenta.

 

Foto: Reprodução