VARIANTE ÔMICRON DEVE FREAR RETOMADA DOS SERVIÇOS ESTE ANO, ADVERTE CNC

VARIANTE ÔMICRON DEVE FREAR RETOMADA DOS SERVIÇOS ESTE ANO, ADVERTE CNC

O aumento no número de casos de contaminação por covid-19, provocado pela variante Ômicron, deve frear a recuperação do setor de serviços no País. É o que indica a análise da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) com base nos dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) de novembro, último mês analisado pelo IBGE. Apesar do setor voltar a crescer naquele mês, a entidade prevê números negativos tanto em dezembro como agora em janeiro.

Segundo o levantamento da confederação, a queda da circulação de consumidores em áreas de comércio e serviços foi mais acentuada na primeira semana de 2022 (-7,1%) do que nos sete primeiros dias do ano passado (-6,3%). “Além disso, a rápida disseminação da nova variante tem provocado o cancelamento de eventos relevantes da alta temporada do turismo brasileiro, com destaque para o carnaval, que, antes do início da pandemia, movimentava cerca de R$ 8,1 bilhões no Brasil”, destacou a entidade.

Para o presidente da CNC, José Roberto Tadros, os dados servem de alerta para o fato de que ainda não é o momento de relaxar em relação às medidas de contenção do vírus. “Com o avanço da vacinação, começamos a traçar o caminho da recuperação. Mas a pandemia ainda não acabou. Precisamos seguir atentos para evitar retrocessos na prevenção e na economia”, afirmou Tadros.

Foto: EBC