BANCO DE SANGUE DO ROBERTO SANTOS TEM SITUAÇÃO CRÍTICA

BANCO DE SANGUE DO ROBERTO SANTOS TEM SITUAÇÃO CRÍTICA

O maior hospital público do Norte-Nordeste, o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), precisa de doações de sangue com urgência, informou a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), em nota. A instituição suspendeu, em 2021, 30 cirurgias por falta de hemoderivados. O número é ainda maior quando somados os pacientes que não chegaram a ser chamados para o centro cirúrgico.

O HGRS, que tem 640 leitos de internação, possui, nesta terça-feira (4), apenas três bolsas de sangue do tipo O+ e uma do tipo O- (doador universal). No momento, há pacientes necessitando de transfusão, pacientes que precisam de reservas de bolsas para realizar cirurgia e pacientes que necessitam de transfusão durante a hemodiálise. Têm prioridade os usuários com quadros graves.

A instituição pede que a população baiana doe sangue. Para isso, basta procurar uma das unidades da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba). Informações adicionais podem ser obtidas pelo telefone (71) 3116-5643 ou pelo site da Hemoba.

O candidato a doador de sangue precisa se apresentar, sozinho, ao ponto de coleta, com máscara, portando documento original com foto e ter entre 16 e 69 anos de idade. O candidato também deve pesar acima de 50 kg, estar bem descansado e alimentado, não fumar por, pelo menos, duas horas antes da doação e não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas.

 

Foto: Leonardo Rattes/Sesab