PREFEITOS PELO INTERIOR DA BAHIA DIZEM PREJUÍZOS DAS CHUVAS SÃO INCALCULÁVEIS AINDA

PREFEITOS PELO INTERIOR DA BAHIA DIZEM PREJUÍZOS DAS CHUVAS SÃO INCALCULÁVEIS AINDA

Um rastro de destruição e devastação. Assim estão sendo as consequências das chuvas que atingiram a Bahia, sobretudo nas regiões sul e extremo sul do estado. De acordo com a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), até esta segunda-feira, 27, havia 31.405 pessoas desabrigadas e outras 31.391 desalojadas. Foram atingidos 116 municípios, sendo que 100 decretaram situação de emergência. Foram registradas ainda 20 mortes e 358 feridos. As duas mortes mais recentes foram em Itabuna: uma mulher de 33 anos, vítima de desabamento, e um homem de 21 anos levado pela correnteza. O total de pessoas atingidas é de 471.009.

Itabuna, Sul da Bahia, foi uma das cidades mais afetadas pelas consequências. O Rio Cachoeira chegou a transbordar e cobrir a ponte do Marabá. A água avançou ainda pelas ruas do município. Na cidade, uma criança ainda está desaparecida. A chuva prejudicou um trecho da BR 415 que liga Ilhéus a Itabuna, já liberado para o tráfego de veículos.  O prefeito Augusto Castro (PSD) instituiu um Gabinete de Gestão de Crise para o levantamento de dados e realização de ações para o enfrentamento dos prejuízos. “O Gabinete vai acompanhar e propor medidas necessárias à execução das ações de enfrentamento da atual situação de calamidade pública, com atribuições de promover  interlocução com os demais níveis governamentais e com os órgãos representativos da sociedade civil”, afirmou Castro.

O prefeito de Buerarema, Vinicius Ibrann (DEM), se manifestou insatisfeito com a situação.  “Tem muita conversa, se reúnem daqui e de lá e não surte efetividade. As cestas básicas para o povo desabrigado estão sendo compradas com recursos nossos. Não dá para ficar esperando a decisão do governo federal ou estadual”, reiterou.  Ajuda também, que de acordo com o prefeito Jadson Albano (PP), não chegou ao município de Coaraci, também no sul do estado. A gestão criou um pix com chave CNPJ 11.509.581/001-08 e está recebendo doações na Assistência Social.  Já o prefeito de Itajuípe, Marcone Amaral (PSD), implora por ajuda das autoridades. Marcone diz que pessoas do município já não têm água potável para consumo.  “Já não temos abastecimento há 48 horas. Alguns municípios nos ajudaram, porém quero  apelar ao governo estadual e federal, já que até agora não chegou ajuda para nossa cidade. Nosso pedido é de socorro”, desabafou.

Foto: divulgação