ÚLTIMO LEILÃO DE ENERGIA DO ANO MOVIMENTA R$ 57,3 BI

ÚLTIMO LEILÃO DE ENERGIA DO ANO MOVIMENTA R$ 57,3 BI

O Ministério de Minas e Energia realizou nesta terça-feira, 21, um leilão de contratação de reserva de capacidade de potência e de energia elétrica proveniente de usinas termelétricas novas e existentes. Ao todo, foram movimentados R$ 57,3 bilhões, com deságios chegando a 15,34%. A expectativa é de um investimento de R$ 5,98 bilhões.

O leilão foi o primeiro do Brasil para contratação de reserva de capacidade. Participaram empreendimentos de geração novos e existentes, totalizando 132 projetos, com 50.691 megawatts (MW) de potência. O leilão foi exclusivo para oferta de geração de energia via termelétricas.

Foram 17 vencedores, com uma potência contratada de 4.632 MW, com preço médio de R$ 824 mil por MW/ano. O início do suprimento dessa energia está previsto para 2026 e 2027, com contratos de vigência de 15 anos. Entre as vencedoras, estão usinas da Petrobras, Neoenergia e Eneva.

Além de potência elétrica, os empreendimentos também puderam contratar energia no certame, desde que fosse respeitado o limite de até 30% de inflexibilidade – parâmetro que indica o mínimo que uma usina deve gerar constantemente – por ano. Porém, não houve contratação desse produto.