RENATO GAÚCHO É DEMITIDO DO COMANDO DO FLAMENGO

RENATO GAÚCHO É DEMITIDO DO COMANDO DO FLAMENGO

Após derrota na Libertadores da América para o Palmeiras no último sábado (27), o técnico Renato Gaúcho foi demitido do comando do Flamengo, nesta segunda-feira (29). Depois de quatro meses no clube, o treinador não resistiu a mais uma pressão na equipe.

O início de Portaluppi no time carioca foi positivo, tendo ataque e defesa eficientes e goleadas que empolgaram no Campeonato Brasileiro. O anuncio foi feito pelo rubro-negro carioca em suas redes sociais.

O treinador tinha contrato até o fim da temporada, mas a relação desgastada com a diretoria, diante do trabalho e dos resultados, com recente eliminação na semifinal da Copa do Brasil, o vice-campeonato na Libertadores e a falta de fôlego para tirar a liderança do Atlético Mineiro no Brasileirão, deixava claro que ele não permaneceria no clube em 2022.

Após a derrota, em entrevista coletiva, quando questionado sobre uma possível permanência, já deu sinais de que deixaria o comando do clube. “Meu contrato termina no próximo dia 30, essa pergunta deve ser feita ao presidente, ao Marcos Braz, à diretoria. A decisão agora é da diretoria”, disse.

Antes disso, ainda no vestiário, o agora ex-treinador flamenguista não conteve as lágrimas e, em tom de despedida, disse que foi um prazer trabalhar com este grupo de jogadores e deixou o futuro em aberto.

Renato esteve à frente do Flamengo em 37 jogos, somando 24 vitórias, oito empates e cinco derrotas. Agora, apesar de pequenas chances, o Flamengo ainda pode disputar o título do Brasileirão, onde ocupa a segunda colocação da tabela com 11 pontos atrás do líder Atlético-MG.

 

 

 

 

 

 

Foto: ALEXANDRE NETO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO