13º SALÁRIO VAI INJETAR R$ 9,5 BILHÕES NA ECONOMIA BAIANA ATÉ O FIM DE 2021, DIZ DIEESE

13º SALÁRIO VAI INJETAR R$ 9,5 BILHÕES NA ECONOMIA BAIANA ATÉ O FIM DE 2021, DIZ DIEESE

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o fim de ano na economia da Bahia terá uma injeção de ânimo. É que, até o fim de 2021, o 13º salário vai fazer circular por aqui cerca de R$ 9,5 bilhões, valor que representa, aproximadamente 4,1% do total para o Brasil e 26% do que o salário “extra” vai inserir no cenário econômico da região Nordeste. O montante, que representa em torno de 2,7% do PIB estadual, vai gerar, em uma média de valores por cada cidadão baiano que vai receber o 13º, a quantia de R$ 1.939,01. Segundo os cálculos, 4,4 milhões de pessoas na Bahia vão pegar o benefício. Esse número equivale a 4,1% do total de cidadãos que terá acesso ao salário no Brasil. Já em relação ao Nordeste, corresponde a 26%.

No cenário nacional, até dezembro de 2021, o pagamento do 13º salário tem o potencial de injetar na economia brasileira cerca de R$ 232,6 bilhões. Em todo o país,  em torno de 83 milhões de brasileiros serão beneficiados com rendimento adicional, em média, de R$ 2.539. O valor representa aproximadamente 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e será pago aos trabalhadores do mercado formal, inclusive aos empregados domésticos; aos beneficiários da Previdência Social e aposentados e beneficiários de pensão da União e dos estados e municípios.

Foto: divulgação