EMPRESA DE ENERGIA EÓLICA QUE ATUA NA BAHIA PROCURA ÁREAS NO PORTO DE ARATU

EMPRESA DE ENERGIA EÓLICA QUE ATUA NA BAHIA PROCURA ÁREAS NO PORTO DE ARATU

Uma das primeiras empresas a apostar na energia eólica no país, a Casa dos Ventos,  cujo  portfólio de geração já conta com cerca de 1,5 gigawatt (GW) e possui grandes projetos de energia eólica na Bahia e está em fase de construção  do projeto Babilônia Sul, pretende ir além do fornecimento de energia e está com outros projetos inclusive na Bahia.

A empresa passou a trabalhar  em soluções customizadas para grandes consumidores de energia. Com uma carteira de clientes que inclui gigantes eletrointensivos, como Vale, Anglo American, Braskem, Dow e Unigel, a Casa dos Ventos começou a mapear alternativas para ampliar parcerias para além da simples venda de energia renovável e agora vê no hidrogênio verde é uma das possibilidades mais promissoras.

O hidrogênio verde desponta no mundo todo como uma importante tecnologia para acelerar o processo de transição energética. E a  intenção da Casa dos Ventos é dedicar-se tanto ao mercado interno, mapeando aplicações em indústrias de fertilizantes, mineração e aço, quanto ao externo, vindo a exportar o combustível. “70% do custo do hidrogênio verde vem da geração de energia, que a companhia domina.

A empresa começa a dar os primeiros passos, em um negócio que exige somas vultosas de dinheiro. Na semana passada, a Casa dos Ventos anunciou parceria com a Nexway Eficiência, empresa da Comerc Energia, para desenvolver projetos de hidrogênio verde visando demanda local e exportação. O grupo já negocia áreas para se instalar no Porto de Aratu (BA) e em outros portos do Nordeste e prevê se juntar a parceiros de outros elos da cadeia do hidrogênio.

Fundada em 2007 pelo empresário cearense Mario Araripe, ex-dono da Troller, a Casa dos Ventos realizou uma das maiores campanhas exploratórias de recursos eólicos do mundo, tendo identificado 23,8 GW em projetos potenciais no Brasil. (VE)