DATAFOLHA: AVALIAÇÃO DE BOLSONARO BATE RECORDE DE REPROVAÇÃO

DATAFOLHA: AVALIAÇÃO DE BOLSONARO BATE RECORDE DE REPROVAÇÃO

Levantamento do Instituto Datafolha divulgado nesta quinta-feira (16) pelo site do jornal “Folha de S.Paulo” informa que a reprovação ao governo Bolsonaro oscilou 2 pontos percentuais em relação ao levantamento feito em julho: 53% consideram o governo ruim ou péssimo, o pior índice do mandato; na última pesquisa, eram 51%. É o segundo recorde negativo do presidente. Em julho, 51% das pessoas consultadas pelo Datafolha reprovavam Bolsonaro. A alteração está dentro da margem de erro, de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Veja resultados da pesquisa:

  • Ótimo/bom: 22% (eram 24% no levantamento anterior)
  • Regular:24% (eram 24%)
  • Ruim/péssimo: 53% (eram 51%)
  • Não sabe: 1% (era 1%)

A avaliação do presidente ocorre ainda após os atos do dia 7 de setembro e a nota publicada dias depois, alegando que não teria proferido discursos de ataque aos Poderes.  A pesquisa foi realizada entre nos 13 a 15 de setembro e 3.667 pessoas com mais de 16 anos, em 190 municípios de todo o país. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais e para menos.

Por região

A rejeição cresceu nas regiões Norte e Centro-Oeste (que correspondem a 16% da amostra), onde o presidente costuma ter mais apoio. A rejeição subiu de 41% para 48%, ainda que esteja marginalmente abaixo da média nacional.

O perfil de quem rejeita o presidente segue semelhante ao já registrado antes — 56% daqueles que ganham até dois salários mínimos o acham ruim ou péssimo, assim como 61% dos que têm curso superior.

Outro grupo importante, o daqueles com ensino fundamental (33% da amostra) viu uma subida ainda maior na rejeição, de 49% para 55%, enquanto houve estabilidade (49% para 48%) entre quem cursou o nível médio (46% dos brasileiros).

Foto: Isac Nóbrega/PR