BRP ANUNCIA EXPANSÃO DE 54% NA RECEITA DO SEGUNDO TRIMESTRE

BRP ANUNCIA EXPANSÃO DE 54% NA RECEITA DO SEGUNDO TRIMESTRE

A BRP divulgou os resultados financeiros globais para os períodos de três e de seis meses, encerrados em 31 de julho de 2021. As informações financeiras estão demonstradas em dólares Canadenses, a não ser quando indicadas de outra forma. “Registramos novo recorde no trimestre, com crescimentos de receita de 54% e lucro normalizado por ação de 154%. A forte e contínua demanda dos consumidores, os ganhos de participação de mercado, a conquista de novos clientes e a capacidade das equipes em gerenciar um período de fornecimento desafiador. Essas foram as principais razões desse excelente resultado”, comemorou José Boisjoli, presidente e CEO da BRP.

“Estamos otimistas com o futuro, considerando a alta demanda por nossos produtos, que certamente seguirá com as linhas 2022, disponíveis nos próximos meses. Com base nessa perspectiva positiva, e levando em conta a cadeia de suprimentos e os desafios logísticos, estamos aumentando nossa projeção geral para o ano fiscal 2022. O EPS (ganho por ação) deverá crescer entre 53% e 81% em relação ao ano fiscal anterior. Além disso, estamos bem posicionados para aproveitar esse impulso e gerar um crescimentos ainda maior no ano fiscal 2023. O motivo principal é o interesse do consumidor em esportes motorizados e o próximo ciclo significativo de reposição de estoque”, concluiu o Boisjoli.

Resultados trimestrais e semestrais

As receitas aumentaram em CA$ 670,5 milhões, ou 54,4%, para CA$ 1.903,8 milhões no trimestre encerrado em 31 de julho de 2021 sobre mesmo período anterior. Maior volume de produtos vendidos devido ao impacto da Covid-19, programas promocionais reduzidos por conta do forte ambiente de varejo e mix favorável de UTVs vendidos foram as razões do incremento. O aumento foi parcialmente impactado por uma variação cambial desfavorável de CA$ 100 milhões.

Já no semestre, as receitas cresceram CA$ 1.249,3 milhões, ou 50,7%, para CA$ 3.712,4 milhões no período finalizado em 31 de julho de 2021 perante os seis meses do intervalo anterior. Os motivos para tal resultado foram bastante semelhantes aos do trimestre, porém com destaque para maior venda também de UTVs, motos aquáticas Sea-Doo e também a linha de triciclos on-road. O impacto parcial negativo se deveu ao encerramento de produção dos motores de popa Evinrude, que resultou em menores volumes de vendas e também à variação cambial desfavorável de CA$ 192 milhões.

Panorama

Após um sólido primeiro semestre do ano, a BRP expandiu sua previsão de receita para o ano fiscal de 22, para algo entre 27% e 35% de incremento quando comparado ao mesmo período anterior. Com isso, a expectativa de EPS normalizado também foi revista para cima, para 53% a 81% de crescimento para o ano fiscal inteiro, 2022 versus 2021, resultando em uma faixa de CA$ 8,25 a CA$ 9,75 por ação. No segundo semestre do ano, a empresa segue focada em abastecer os distribuidores, gerenciando muito de perto a cadeia de suprimentos, cujas informações sobre entregas devem ficar mais claras a partir do terceiro trimestre. É esperado que a situação de abastecimento melhore à medida que o ano avança. Para o quarto trimestre, o EPS normalizado deve atingir aumento de cerca de 40% sobre igual intervalo, refletindo as perspectivas.

Foto: divulgação