EM TÓQUIO, ARTHUR NORY COMENTA CASO DE RACISMO APÓS ATAQUES

EM TÓQUIO, ARTHUR NORY COMENTA CASO DE RACISMO APÓS ATAQUES

Arthur Nory, um dos ginastas que estão nas Olimpíadas, em Tóquio, representando o Brasil, comentou sobre os ataques que vem recebendo nas redes sociais. Alguns internautas lembraram o episódio de racismo envolvendo o atleta em 2015, quando em um vídeo ele e os também ginastas Fellipe Arakawa e Henrique Flors faziam comentários preconceituosos contra o colega de equipe Angelo Assumpção.

“É normal tanto xingamento, ódio e desejar o mal aqui no Twitter?”, escreveu Arthur, que na época disse que se tratava de uma brincadeira, mas em setembro de 2020, admitiu o erro e disse que se sentia envergonhado em uma publicação na sua rede social.

A cantora Valesca Popozuda comentou na publicação de Arthur e disse que era melhor que o ginasta admitisse o erro. “Não é. Mas quando a gente erra, é melhor assumir o erro e pedir desculpas. Porque aqui no Twitter ninguém passa pano mais não. Vamos melhorar o discurso e assumir os erros. Beijos e boa sorte”, escreveu.

Arthur respondeu para Valesca que errou e assumiu o erro. “Paguei por ele e, até hoje, pago por isso! Nunca escondi meu erro e sempre busquei conhecimento para me tornar uma pessoa melhor. Eu não sou o mesmo de cinco anos atrás”, rebateu o ginasta, que em seguida deletou sua conta no Twitter.

foto: Instagram