LEO PRATES ACUSA MINISTÉRIO DA SAÚDE DE NÃO SER JUSTO NA DISTRIBUIÇÃO DAS VACINAS

LEO PRATES ACUSA MINISTÉRIO DA SAÚDE DE NÃO SER JUSTO NA DISTRIBUIÇÃO DAS VACINAS

O secretário de Saúde de Salvador, Leo Prates (PDT), acusou o Ministério da Saúde de não estar distribuindo as doses das vacinas contra a Covid-19 de forma igualitária. Em entrevista à rádio Metrópole, nesta terça-feira (15), Prates chama a atenção para a diferença de doses aplicadas entre as capitais. “Não está tendo igualdade na distribuição de doses no Brasil. Como uma capital tem 79,9% da população vacinada, outra tem outra tem 45,3% e tem capital parâmetro ainda menor?”, questionou o secretário. Ele ainda citou a cidade de São Luís (MA), que já está vacinando adultos com idade superior a 26 anos. Prates ainda defendeu que as distribuições ocorram de forma proporcional à população dos estados e municípios. “O município que recebeu a mais seja abatido dos lotes até que toda a população esteja no mesmo patamar”, completou.

Foto: divulgação