ANEEL QUER “DESLOCAR O CONSUMO” DAS INDÚSTRIAS

ANEEL QUER “DESLOCAR O CONSUMO” DAS INDÚSTRIAS

O diretor-geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), André Pepitone da Nóbrega, disse que a agência pretende fazer uma parceria com o Governo Federal para uma ação emergencial com o objetivo de deslocar o consumo de energia das indústrias para fora do “horário de pico“. O diretor participou do debate sobre a crise hídrica na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira, 15.

O objetivo é possibilitar que o ONS (Operados Nacional do Sistema Elétrico) tenha mais recursos para operar o SIN (Sistema Interligado Nacional) durante a crise hídrica. Porém, Pepitone não explicou como vai funcionar a medida, embora garanta ser uma ação importante para “deslocar o consumo“.

Pepitone afirmou que o despacho da energia termelétrica durante a crise energética pode gerar um aumento de 5% na tarifa de energia para o mercado livre em 2022. O impacto do maior uso das termelétricas, de acordo com ele vai ser de R$ 8,9 bilhões.

 

 

 

 

 

 

Foto: Beth Santos/Secretaria-Geral da PR