ABRIL COLOCA “VEJA” COMO GARANTIA EM NEGOCIAÇÃO

ABRIL COLOCA "VEJA" COMO GARANTIA EM NEGOCIAÇÃO

Grupo de mídia em processo de recuperação judicial, a Abril Comunicações assinou acordo de renegociação de dívidas com o governo federal que envolve R$ 830 milhões em passivo, de acordo com a Folha de São Paulo. Segundo a reportagem, para firmar o acerto, foi oferecido garantia marcas de suas revistas, incluindo Veja, Quatro Rodas, Capricho e Você S/A.

A transação tributária dará à empresa até 70% de desconto sobre o total devido —percentual máximo permitido em lei. A redução se aplica a multas, juros e encargos, não sendo válida para o principal da dívida (valor original do passivo). O governo e a companhia não informaram o montante final a ser pago. O acordo foi assinado entre a Abril e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) no dia 18 de maio. O jornal obteve a íntegra do termo. O montante a ser pago após o desconto será parcelado. As dívidas não previdenciárias terão um prazo de dez anos. As previdenciárias, de cinco anos. Com a assinatura, a Abril se compromete a desistir de ações administrativas e judiciais que envolvam questionamentos sobre os créditos. O passivo transacionado, de R$ 830 milhões, representa 95% do passivo da companhia com a União. Só não entraram no acordo dívidas que estão em estágio avançado de tramitação na Justiça.

Foto: divulgação