AEROPORTO DE SALVADOR É O MAIS SUSTENTÁVEL DO BRASIL

AEROPORTO DE SALVADOR É O MAIS SUSTENTÁVEL DO BRASIL

Pelo segundo ano consecutivo, o Salvador Bahia Airport foi apontado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) como o mais sustentável do Brasil. O aeroporto, que é integrante da rede VINCI Airports, conseguiu a pontuação mais alta na sua categoria (mais de 5 milhões de passageiros/ano) no Prêmio Aeroportos Sustentáveis, levantamento realizado pelo segundo ano seguido pela Agência.

O Salvador Bahia Airport também obteve a maior pontuação entre todas as categorias, atingindo o score de 89,96%. A média para a sua categoria foi de 71,9%. A pontuação é calculada a partir do cumprimento de determinados critérios estabelecidos pela Anac. As notas mais altas foram obtidas em: gestão da mudança climática, gestão da energia elétrica, gestão da qualidade do ar local e gestão hídrica.

“Essa conquista só foi possível porque temos a preservação do meio ambiente no centro da nossa estratégia de negócios.   A transição para a aviação sustentável é uma dinâmica comum para todos os aeroportos da rede VINCI Airports”, explica Yann Le Bihan, diretor técnico do Salvador Bahia Airport.

Desde o início da concessão, em janeiro de 2018, o Salvador Bahia Airport vem se destacando por suas ações ambientais. Ele foi o primeiro do Brasil a instalar de uma usina solar, a não dispensar resíduos sólidos em aterro sanitário e ser zero efluente. Também recebeu o selo de Aeroporto Verde do Conselho Internacional de Aeroportos – América Latina e Caribe (ACI-LAC).

O reconhecimento obtido pelo Aeroporto é fruto da política ambiental da VINCI Airports. Ela estabelece metas ambiciosas para todos os seus aeroportos e emprega soluções concretas. Entre elas estão a redução da pegada de carbono e do consumo de água potável em 50%, e a não dispensação de resíduos sólidos para aterro sanitário.

Um passo adiante

O Salvador Bahia Airport continuará inovando e avançando na área ambiental. Além de projetos bem-sucedidos como a usina solar (a de maior potencial de geração de energia limpa dentro da rede VINCI Airports) e a Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), com 99,5% de eficiência, outros foram implantados recentemente e 12 novas soluções concretas estão em fase de estudo para implantação ainda este ano.

Um exemplo é a iniciativa que reaproveita a água de condensação do sistema de ar-condicionado. O projeto, que entrou em operação em 2021, vai permitir que o Aeroporto economize mais de 15.000 m³ de água por ano. “Nosso time está sempre em busca de oportunidade para melhorar nossa performance ambiental”, aponta Yann Le Bihan.

Foto: divulgação