RUI SOBRE VETO À SPUTNIK V: ’64 PAÍSES NÃO ESTÃO ERRADOS’

RUI SOBRE VETO À SPUTNIK V: ’64 PAÍSES NÃO ESTÃO ERRADOS’

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), voltou criticar a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) por ter vetado a importação e o uso da vacina Sputnik V. Ele mais uma vez cobrou “boa vontade” da agência para analisar as suspeitas de que há a presença de adenovírus replicante em lotes do imunizante russo, cuja gestão estadual assinou em março contrato para a aquisição de 9,7 milhões de doses. O acordo faz parte de uma negociação do Consórcio Nordeste com o Fundo de Investimentos Diretos da Rússia, que fornecerá 37 milhões de doses ao Brasil.

“Sessenta e quatro países do mundo estão usando largamente essa vacina, e até hoje, em 64 países, a imprensa nem os setores de saúde desses países anunciaram qualquer efeito colateral ou qualquer não funcionamento da vacina”, declarou Rui Costa em entrevista à CNN na manhã desta terça-feira (4). “Não está dando errado em 64 países do mundo […] 64 países do mundo não estão erados”, disse o governador. “A boa vontade a que eu me refiro é simples: É só pegar os frascos e, se quiser garantir que a amostra seja aleatória, vai aqui na Argentina, numa relação diplomática, e solicita a seleção de frascos, de forma aleatória, faça o teste e avise ao mundos se tem ou não tem o vírus replicante. Aí, de forma tácita, científica, comprovada, porque ela vai estar ajudando não só o povo brasileiro mas 64 países que estão aplicando essa vacina, inclusive alguns países europeus e da América. São 64 países do mundo, mas de 20 milhões de doses aplicadas”, acrescentou.

“Sessenta e quatro países do mundo estão usando largamente essa vacina, e até hoje, em 64 países, a imprensa nem os setores de saúde desses países anunciaram qualquer efeito colateral ou qualquer não funcionamento da vacina”, repetiu o gestor baiano.

Foto: divulgação