ELEIÇÃO NO SENADO: CORONEL RECEBEU DO GOVERNO AVISO QUE TERÁ 40 MILHÕES PARA SEU REDUTO ELEITORAL

ELEIÇÃO NO SENADO: CORONEL RECEBEU DO GOVERNO AVISO QUE TERÁ 40 MILHÕES PARA SEU REDUTO ELEITORAL

O senador baiano Angelo Coronel, que é Presidente da CPI que investiga as fake news bolsonaristas, recebeu sinal verde do Palácio do Planalto para direcionar R$ 40 milhões de recursos extras do orçamento a obras em seu reduto eleitoral. A verba consta na planilha informal do governo, obtida pelo Estadão, que registra um repasse de R$ 3 bilhões a 285 parlamentares às vésperas das eleições da nova cúpula do legislativo.

No Congresso, Coronel se define como independente, mas tanto ele quanto seu partido, o PSD, estão fechados com os dois candidatos defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro. A legenda fechou apoio a Arthur Lira (Progressistas-AL) na disputa pelo comando da Câmara e a Rodrigo Pacheco (DEM-MG) no Senado.

Antes da pandemia paralisar a CPMI das Fake News, em março, Angelo Coronel fazias críticas duras ao governo e prometeu pautar a convocação do vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho de Jair Bolsonaro, para uma audiência no colegiado.

Existe uma preocupação entre parlamentares da oposição que integram a CPMI das Fake News de que os trabalhos não avancem e o  que o governo fará tudo o que for necessário para sepultar a comissão.

Coronel afirmou que não há qualquer relação entre o direcionamento de recursos e as eleições do Congresso. “É minha obrigação, como parlamentar, correr atrás de obras para o meu estado. É normal, mas em nenhum momento foi em troca de votação”, disse. A verba já tinha sido prometida desde o ano de 2019, argumentou. Desde então, ele diz que não tratou mais com o governo sobre as verbas extras. Com informações do Estado de São Paulo.