BIOMÉDICA BAIANA QUE SEQUENCIOU COVID É HOMENAGEADA

BIOMÉDICA BAIANA QUE SEQUENCIOU COVID É HOMENAGEADA

Uma sessão semipresencial marcou a entrega da Comenda Maria Quitéria à cientista baiana, doutora em biomedicina, Jaqueline Góes de Jesus, responsável pelo sequenciamento genético do novo coronavírus 48 horas depois dos primeiros casos de Covid-19 na América Latina.

A homenagem foi proposta pela vereadora Marta Rodrigues (PT), que fez a entrega da honraria no Plenário da Câmara Municipal de Salvador, na manhã desta terça-feira (12).

Doutora Jaqueline Góes de Jesus coordenou o trabalho inédito, realizado pelo Instituto Adolfo Lutz, em conjunto com a Universidade de São Paulo (USP) e Universidade de Oxford, fundamental para os trabalhos que resultaram nas diversas vacinas contra a Covid-19.

A descoberta foi considerada tão importante para a ciência brasileira que na Itália, por exemplo, que foi o foco de expansão da doença na Europa, esse sequenciamento ainda não havia sido obtido até o início do mês de março.

O pai da homenageada, Jurandir Pereira, a mãe Edna de Jesus e o irmão Jonatas Góes de Jesus compuseram a mesa. O pai discursou emocionado: “Estou muito orgulhoso por todo o legado que minha filha construiu até aqui”. A comenda foi entregue pela vereadora na companhia dos familiares e do companheiro da biomédica, Michel Oliveira.

“Espero estar à altura dessa homenagem e poder continuar inspirando meninos e meninas a vencerem pelo estudo. Foi realmente a educação que me trouxe até aqui. Eu fui uma estudante que agarrou todas as oportunidades que apareceram. O exemplo que deixo aqui é da educação e da oportunidade”, destacou a agora comendadora Jaqueline Góes de Jesus.

A homenageada agradeceu aos seus colegas do grupo de pesquisa e à família.